quarta, 20 de janeiro de 2021

Economia
Compartilhar:

João Pessoa terá US$ 100 milhões BID

André Gomes / 10 de fevereiro de 2017
Foto: Secom JP
O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), recebeu ontem a missão do o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para definir os últimos detalhes do programa Cidades Emergentes Sustentáveis (ICES), que seguirá para aprovação no Senado Federal e posterior assinatura do contrato de U$ 100 milhões. A Capital é a primeira cidade do país com uma proposta de contrato de empréstimo com BID para implementar a metodologia que vai preparar a cidade paraibana para os próximos 30 anos.

“É um legado que nós estamos deixando de planejamento na nossa cidade, que vai muito além do nosso mandato. São ações de um projeto de longo prazo que estruturam João Pessoa de forma sustentável para o futuro”, afirmou Luciano Cartaxo. Durante o encontro, realizado no gabinete do prefeito, no Centro Administrativo Municipal (CAM), a equipe da PMJP e a equipe da missão do BID discutiram sobre as ações que envolvem planejamento urbano, requalificação urbana do Complexo Beira Rio, competitividade da economia, Centro de Cooperação da Cidade (CCC) e fortalecimento da gestão pública e fiscal.

“Estamos aqui em uma missão de preparação do programa que foi gerado a partir da demanda do prefeito ao Governo Federal para um empréstimo com o BID. Tudo nasceu do processo de implementação da Iniciativa Cidades Emergentes Sustentáveis (ICES) em João Pessoa, que começou em 2013 e terminou em 2014, com o lançamento do Plano de Ação. Deste processo de implementação da metodologia ICES no Brasil, João Pessoa é a primeira cidade que tem uma proposta de um contrato de empréstimo com o BID para implementar parte das ações”, afirmou a especialista sênior em desenvolvimento urbano e saneamento do BID, Márcia Casseb.

Segundo Márcia, o projeto não só torna João Pessoa uma cidade sustentável, como também inteligente, capaz de usar as informações do CCC para melhorar a qualidade de vida da população. “Nesta missão estamos detalhando um pouco mais os estudos do projeto e esperamos terminar tudo para no segundo semestre já termos o contrato entre a Prefeitura e o BID firmado”, disse. Além desta missão de orientação, no próximo mês de abril, outra equipe visitará João Pessoa para dar o posicionamento final do BID sobre a operação de crédito.

Leia Mais

Relacionadas