sábado, 21 de setembro de 2019
Economia
Compartilhar:

Homens mais vaidosos colocam mercado da beleza em expansão

Bárbara Wanderley / 07 de julho de 2019
Foto: Assuero Lima
O mercado de beleza masculina está em plena ascensão. Com homens cada vez mais vaidosos, a procura por serviços especializados, como barbearias e salões de depilação só cresce, assim como a busca por cosméticos específicos para esse público.

O empresário Nivaldo Lins Vilar, das lojas de cosméticos A Nova Missiana, afirmou que a procura por equipamentos e produtos específicos para homens cresceram de forma considerável nos últimos três anos. “Trabalhamos muito com venda de equipamentos profissionais para salão de beleza e barbearias e a procura por esses equipamentos de barbearia cresceu muito”, disse.

Segundo ele, as marcas fazem lançamentos constantes de produtos para o público masculino, que já vinha comprando cosméticos há bastante tempo, mas em menor intensidade. “O público LGBT também consome bastante essa parte de beleza”, comentou o empresário.

A loja de depilação Depyl Action percebeu o potencial do mercado masculino e resolveu criar um novo serviço. Os homens que não quiserem se depilar completamente podem ter os pelos aparados com máquina no local. Além disso, a loja resolveu unificar a tabela de preços de depilação masculina e feminina, que antes era diferenciada, conforme explicou a gerente da unidade de Manaíra, Jésila Rodrigues. Com isso, a procura aumentou ainda mais.

De acordo com a gerente, os serviços mais procurados são a depilação com cera das pernas, do tórax, do abdômen e também da região íntima. A maior parte dos clientes são homens entre 30 e 40 anos de idade.

Surgimento de barbearias



O grande símbolo da expansão do mercado de beleza masculina é, sem dúvida, a grande quantidade de barbearias que surgiram em João Pessoa, e em todo o Brasil nos últimos anos. Barbeiro há seis anos, Fábio Gomes acompanhou toda essa evolução e decidiu empreender na área. Ele abriu a Los Barbas, em Manaíra, há oito meses.

Com as mudanças no perfil do cliente, novas técnicas foram surgindo e aumentou também a oferta de cursos para quem deseja trabalhar no ramo, inclusive com profissionais vindo de outros países para ministrar aulas. “Quem não se atualiza vai ficando pra trás. Hoje em dia tem ‘barboterapia’, que é uma massagem na barba para preparar o fio antes da navalha. Não é mais simplesmente passar uma lâmina”, disse.

Além disso, os clientes de antigamente costumavam apenas raspar o cabelo, enquanto os atuais vêm aumentando a busca por cortes mais modernos. Segundo Fábio, os serviços mais procurados são barba, corte de cabelo, selagem, hidratação e sobrancelha, sendo que geralmente os clientes realizam mais de um serviço por vez.

Os clientes também procuram, além dos serviços, produtos como xampu, condicionador, tônicos capilares e pomadas, que são vendidos na própria barbearia, mas também podem ser encontrados em diversas lojas de cosméticos.

O perfil da própria barbearia também mudou. Quase todas elas agora servem cervejas e chope, algumas possuem mesa de bilhar e até música ao vivo. “Como é um ambiente que só tem homens até as conversas são mais assunto de homem”, comentou Fábio.

Ele acredita que o ambiente predominantemente masculino ajuda os homens a se libertarem da vergonha. “Acho que se fosse um salão de beleza misto, com muitas mulheres perto, eles teriam vergonha de ficar muito tempo com produto no cabelo. Muitos quando vão fazer selagem ou hidratação nem trazem a namorada e, se trazem, vira bagunça, porque elas tiram foto para mandar no grupo da família, dos amigos”.

O estudante Bruno Pires, que é um frequentador assíduo da barbearia, garante que não tem vergonha de ser vaidoso. “Faço o cabelo e a barba. às vezes faço selagem, me cuido”.

Relacionadas