quinta, 24 de setembro de 2020

Economia
Compartilhar:

Greve: bancos fecham a partir desta terça-feira

Edson Verber / 06 de outubro de 2015
Foto: Nalva Figueiredo
Mais de 4 mil bancários da Paraíba, sendo a maioria nas 145 agências da Região Metropolitana de João Pessoa; no Cariri, Brejo, Sertão e em Picuí e Barra de Santa Rosa, cruzaram os braços hoje iniciando uma greve que não tem precisão para terminar. O anúncio da paralisação feito na semana passada lotou as agências bancárias de João Pessoa, ontem, com os clientes buscando tratar de problemas que somente de forma presencial poderiam ser resolvidos.

Em muitas agências houve formação de grandes filas no interior delas. Os clientes informavam que iriam recorrer aos caixas eletrônicos para resolver problemas e o Proncon-JP orienta para uso de meios alternativos de pagamentos.

A categoria pede um reajuste de 16%, entre outras vantagens, além de segurança. “A greve tem início porque a Fenaban não fez nenhuma proposta nova, alternativa à que nos impõe o retorno do nefasto abono salarial, vigente antes de 1993, na era FHC (ex-presidente Fernando Henrique Cardoso). Foi com a era Lula que a situação mudou, tanto no âmbito dos órgãos federais como nos bancos.

Neste período, com a volta dos reajustes reais, tivemos ganhos reais na casa dos 30% que, agora, os bancos querem retirar, mesmo estando obtendo lucros que chegam a mais de quatro bilhões de reais para cada banco maior como Bradesco, Itaú e do Banco, em seis meses”, disse o presidente do Sindicato dos Empregados Estabelecimentos Bancários da Paraíba e membro do Comando Nacional de Greve, Marcos Henriques.

Leia mais no jornal Correio da Paraíba

Relacionadas