sexta, 22 de janeiro de 2021

Economia
Compartilhar:

Gás natural gera economia de até R$ 598 por mês para os motoristas paraibanos

Edson Verber / 26 de maio de 2016
Foto: Assuero Lima/Arquivo
O motorista da Paraíba que converteu o carro para usar GNV (gás natural) saiu na vantagem. Depois de rodar 2,5 mil quilômetros em um mês ele terá economizado R$ 414 ou 48% menos que se tivesse rodando com a gasolina. E se esse mesmo motorista trocou o etanol pelo GNV aí a economia é maior ainda e chega a ser de R$ 598, ou 57%. Atualmente, o preço médio do gás automotivo nos postos da Paraíba é de R$ 2,47. Variando entre R$ 2.35 em João Pessoa e R$ 2.50 em Campina Grande.

Os dados foram fornecidos ao CORREIO, com exclusividade, pelo diretor administrativo financeiro da PBGás (Empresa Paraibana de Gás), David Mouta, que destaca o fato de, no  topo da  lista dos mais econômicos, estarem os estados de Alagoas, Pernambuco e Bahia, de acordo com pesquisa da ANP feita na quarta semana do mês de abril, onde ainda consta que a Paraíba é o 5° estado do Nordeste no quesito economia do GNV frente aos combustíveis líquidos.

“Na atual conjuntura que o país atravessa a economia de cerca de 50% se mostra ainda mais significativa. Desde novembro do ano passado que não há nenhum reajuste nos preços do GNV, o que dá mais segurança na hora de converter seu veículo” disse David Mouta.

David acrescentou que “outro fator decisivo é que se optar por um kit de quinta geração o motorista não vai verificar nenhuma diferença de desempenho ou funcionamento do veículo, a única diferença é no bolso já que além de ter uma autonomia maior o GNV é bem mais barato”.

Por Estado

Em Alagoas, o GNV chega a ser 51% mais econômico que a gasolina e 62% que o etanol. O quilômetro rodado com GNV sai por R$ 0,17, enquanto com gasolina custa R$ 0,35 e com etanol, R$ 0,45. A economia mensal para quem roda 2.500 km/mês é de R$ 452 e R$ 700, respectivamente.

Em Pernambuco, os percentuais de competitividade do GNV são de 53% (ante gasolina) e R$ 59% (ante etanol). O custo por quilômetro rodado é R$ 0,16 (com GNV), R$ 0,35 (com gasolina) e R$ 0,41 (com etanol). O motorista que roda 2.500 km/mês consegue poupar R$ 457 (ante gasolina) e R$ 604 (ante etanol).

Na Bahia, o GNV é 52% mais econômico que a gasolina e 58% que o etanol. Um quilômetro dado nesse estado sai por R$ 0,17 (com GNV), R$ 0,36 (com gasolina) e R$ 0,41 (com etanol). Para quem roda 2.500 km/mês, a redução no desembolso é de R$ 471 comparando com a gasolina e R$ 601, com o etanol.

No Sergipe, a economia representada pelo GNV vai de 49% (ante gasolina) e R$ 59% (ante etanol). Um quilômetro rodado, abastecendo em postos sergipanos, sai por R$ 0,18 (com GNV), R$ 0,35 (com gasolina) e R$ 0,43 (com etanol). Para abastecer o carro em uma quilometragem de 2.500/mês, o motorista que utiliza GNV consegue economizar R$ 434 (ante gasolina) e R$ 641 (ante etanol).

No Rio Grande do Norte, a economia do GNV é também de 49% (frente à gasolina) e 58% (frente ao etanol). Abastecendo em postos potiguares, o custo do quilômetro rodado com GNV sai por R$ 0,19, enquanto com a gasolina é de R$ 0,37 e com o etanol, de R$ 0,45.

Relacionadas