domingo, 19 de novembro de 2017
Economia
Compartilhar:

Faltam remédios antes do reajuste e suspeita é que laboratórios reprimiram vendas

Ellyka Akemy / 05 de abril de 2016
Foto: Arquivo
Alguns medicamentos estão em falta nas farmácias de João Pessoa. Fontes afirmam que os laboratórios estão reprimindo a distribuição para repassar os remédios com o reajuste de 12,5%, que entrou em vigor na última sexta-feira. Quem sofre com a situação é a população, que fica desabastecida com os produtos e precisa retornar ao médico para solicitar uma nova receita.

Alguns farmacêuticos constataram que medicamentos como Hidantal (para o controle de crises convulsivas epilépticas e parciais), Adnax (descongestionante nasal) e Hipoglós (pomada para assadura) estão em falta no mercado há pelo menos três semanas. As fontes não quiseram ter seus nomes revelados, por não terem como comprovar as acusações.

“Eles [os laboratórios] simplesmente alegam que está faltando alguma matéria-prima que compõe o medicamento, mas a gente que está no mercado há muitos anos sabe que não é. Porque o reajuste dos medicamentos é feito uma vez por ano, então, eles ‘seguram’ mesmo

Sindicatos negam

O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos da Paraíba, Herbert Almeida, disse que é normal haver o desabastecimento de certos produtos, mas não confirmou a associação com o reajuste. “Em um universo de mais de oito mil produtos, é comum faltar até dez medicamentos diferentes”, explicou.

O presidente do Sindicato do Comércio Atacadista de Produtos Farmacêuticos da Paraíba, Geniezer Pereira, também não confirmou a informação. “Está associada a demanda ou porque falta alguma matéria-prima”, comentou.

Leia mais no Jornal Correio da Paraíba.

Relacionadas