quarta, 12 de maio de 2021

Economia
Compartilhar:

Especialista diz que haverá menos concursos e mais instabilidade

Arthur Araújo / 20 de julho de 2018
Foto: Reprodução
Menos concursos públicos para o Executivo Federal e maior instabilidade para os servidores concursados. Esse deve ser o efeito direto da portaria 193, publicada no Diário Oficial da União, que apresenta a permissão legal necessária para o remanejamento compulsório de servidores do Executivo Federal.

Na teoria, a mudança deveria otimizar o serviço público e reduzir custos, mas o resultado pode ser outro. Para a especialista em concursos públicos, Isabelle Machado, a medida politiza a realização de concursos e limita a gestão dos órgãos, retirando sua autonomia. Além disso, o número de certames deve ser reduzido.

“Da forma exposta, se um órgão envia solicitação de autorização para reserva de dotação orçamentária para realizar concurso público para tal função, o Ministério do Planejamento poderá negar a autorização”, explicou Isabelle.

“Ao invés disso, o órgão vai poder decidir pela transferência de determinado servidor, ou, servidores, sem consultar o órgão de origem a respeito da viabilidade”, completou. Ela ainda destaca o fato de a decisão sair em período eleitoral, quando cresce o número de pedidos dos órgãos por concursos públicos.

Um dos maiores problemas verificados na portaria seria a obrigatoriedade do remanejamento, o que não aconteceria nem no setor privado, onde é necessário o aval do funcionário, o ajuste de jornada, valores e funções. “A portaria afirma que nada será modificado, que não haverá perdas salariais, mudança de horário e da fonte pagadora, mas na prática a mudança não é funcional em favor dos serviços, do público e do servidor”, avalia Isabelle.

De acordo com a especialista, o parágrafo 7 da portaria autoriza a sessão, mas passa a desobrigar a permuta, o que, para ela, merece revisão.

Para quem presta concurso, a previsão de redução de editais traz preocupação. “É desanimador para quem estuda, tendo em vista que as oportunidades podem diminuir ainda mais. Infelizmente, quem sonha com um cargo público tem que se adaptar a essas novidades e buscar estímulo em meio a um cenário pouco favorável”, declarou a concurseira Hallita Avelar.

Isabelle Machado, no entanto, orienta que se mantenha o foco e manda recado aos concurseiros. “Não tenha medo, não duvide, não desanime. Concurso é primeiro de tudo a seleção entre os vocacionados. Sua vocação é desempenhar a função xis, estude, dedique-se, e, mantenha foco, sua vaga vai surgir, e, você precisará estar pronto para ela”, afirmou.

PMJP faz nomeação das UPAS

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) divulgou, em edição especial do Semanário Oficial, nomeação e convocação dos candidatos aprovados no concurso público para compor o quadro funcional das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu-192). O resultado está disponível no endereço eletrônico https://goo.gl/T8LwyH.

Ainda na mesma publicação do Semanário Municipal dessa quinta-feira (19), consta quais os exames necessários para realização da inspeção médica pré-admissional e documentos necessários para admissão.

“Os candidatos aprovados têm o prazo de 30 dias para se apresentar, a partir da data de publicação da convocação, mas pedimos que não esperem para o final do prazo para o comparecimento na sede da Secretaria de Administração, pois na iminência de entrega da obra da UPA Bancários, os profissionais já iniciarão suas atividades”, informou Isadora Guedes, diretora de Gestão do Trabalho e Educação em Saúde (DGTES).

O certame teve início no dia 30 de janeiro deste ano, com a publicação do edital, e as provas foram realizadas no dia 15 de abril. Ao todo, foram ofertadas 587 vagas para os níveis médio, técnico e superior.

Os profissionais aprovados e convocados serão lotados na UPA Especialidades dos Bancários, UPA Augusto Almeida Filho, em Cruz das Armas, e no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A maior parte das vagas (302) é destinada à UPA dos Bancários.

Relacionadas