sexta, 27 de novembro de 2020

Economia
Compartilhar:

Empresários abusam da criatividade para sobrevirem durante a crise

Ellyka Akemy / 28 de fevereiro de 2016
Foto: ASSUERO LIMA
“Quem não tem cão, caça com gato”. O ditado popular pode até ser antigo, mas nunca esteve tão presente no dia a dia das micros e pequenas empresas. É que a crise tem exigido do empreendedor muita criatividade para fazer mais, com menos. Independente da situação econômica, o empresário precisa manter sempre o negócio em constante inovação. Mas, em tempos de crise, ele deve demonstrar ainda mais originalidade para sustentar o empreendimento no mercado.

Os especialistas em gestão empresarial ressaltam que não adianta apenas pensar em ganhar dinheiro e sair inventando novas ideias para se destacar no cenário. Nesse momento, o empreendedor deve investir em gestão estratégica, ou seja, ter uma visão clara do futuro a curto, médio e longo prazo, e, sobretudo, traçar ações para alcançar esses objetivos. “A tempestade está bem forte”, ressalta o consultor da PJI Consulting, Paulo Junior.

O resultado do Índice de Confiança dos Pequenos Negócios (ICPN), realizado pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), confirma o comentário de Junior. Em dezembro do ano passado, o ICPN registrou 97 pontos. Quando o índice de confiança fica abaixo de 100 pontos, evidência uma tendência de retração da atividade econômica nos próximos meses.

Leia mais no jornal Correio da Paraíba

Relacionadas