sexta, 18 de setembro de 2020

Economia
Compartilhar:

Diesel fica 15% mais caro em apenas dois meses

Luís Eduardo Andrade / 06 de janeiro de 2017
Foto: Nalva Figueiredo
A Petrobrás anunciou nesta quinta-feira (05), mais um aumento no preço do óleo diesel. O reajuste é de 6,1% nas refinarias, mas o peso no bolso do consumidor vai ser de 3,8%, já a partir deste mês. O preço da gasolina segue sem alteração.

Em dezembro, o diesel já havia sofrido um aumento de 9,1%. Com isso, o preço do combustível fechou o ano com o valor de R$ 3,05, o maior registrado em 2016. Em nota, a Petrobrás justificou o reajuste pelo aumento dos preços de petróleo no comércio internacional.

Como fica o consumidor?

O óleo diesel é geralmente mais utilizado por veículos que rodam com mais frequência, ou por carros que têm motores menos econômicos, como explica o engenheiro Lucas Marscicano: “Preciso me deslocar bastante durante o dia e como o diesel é mais barato, acaba sendo mais vantajoso. Além disso, meu carro fica mais econômico com diesel do que com gasolina.”

Mas segundo Lucas, mesmo com o aumento do mês de dezembro, o óleo diesel continua sendo a melhor opção. Porém, o novo preço estabelecido neste mês de janeiro deve mudar este cenário.

Nova política de reajuste

Com as mudanças no Governo Federal, a Petrobrás mudou a política de revisão de preços dos combustíveis. A estatal afirmou que os valores serão revisados uma vez por mês, com intuito de dar flexibilidade para lidar com as variáveis de volatilidade do preço do petróleo, discutir o melhor preço para as refinarias, e consequentemente para o consumidor. Entretanto, as duas primeiras revisões terminaram em aumento no valor do diesel.

Relacionadas