segunda, 10 de maio de 2021

Economia
Compartilhar:

Crise econômica vira argumento para justificar a queda de investimento

Edson Verber / 30 de agosto de 2018
Foto: Imagem ilustrativa
A crise econômica tem sido um dos argumentos do setor produtivo brasileiro para justificar a queda de investimentos. O setor da construção civil tem sido um dos setores mais penalizados e, segundo pesquisa de intenção de compra de imóveis em João Pessoa, houve uma queda de 7% nas vendas em oito anos.

A recessão tem provocado também a mudança de hábito das famílias, cujos os filhos têm demorado mais para se casar. Atualmente, para sair de casa, a faixa etária pulou de 25 ou 30 anos, para faixa dos 40 anos. Hoje, os consumidores também estão mais cuidadosos no momento de comprar um imóvel, buscando mais informações do mercado e as suas tendências.

Essas conclusões são de um dos maiores consultores de empresas imobiliárias do Brasil, Marcos Araújo, presidente fundador da empresa de consultoria, Datastore. Ele será um dos palestrantes do Congresso Imobiliário de João Pessoa e Região Metropolitana, que começa hoje, no auditório da Fecomercio Paraíba, no Centro de João Pessoa.

Com exclusividade ao CORREIO, Araújo citou a pesquisa realizada pela empresa Datastore com intenção de compra para os próximos 24 meses, onde consta que, “em João Pessoa, partindo de 2010, a intenção de comprar estava na faixa dos 32% dos consumidores. Hoje, nós estamos com 25%. Então, tivemos uma queda, ao longo de oito anos, de 7%. Essa queda, na verdade, está entre as pessoas que compraram os imóveis e nas que ainda não conseguiram comprar. E isso aconteceu em todo País”.

O empresário garante que “a queda se deveu à crise financeira e a mudança de hábito das famílias, que é um item muito importante, porque, atualmente, as pessoas estão casando mais tarde".

Relacionadas