terça, 22 de agosto de 2017
Economia
Compartilhar:

Criatividade é uma saída para fazer renda extra na Páscoa

Ellyka Akemy / 12 de março de 2016
Foto: Rafael Passos
Este ano, os tradicionais ovos de Páscoa terão fortes concorrentes. Isso porque, com o poder de compra comprometido pela inflação, o consumidor deverá procurar vias alternativas para celebrar a data comemorativa. Cientes desse cenário, empresas e pessoas que costumam aproveitar a época para ganhar um dinheirinho extra estão investindo na variedade de produtos, com o objetivo de atender todos os tipos de bolso e registrar boas vendas.

A Páscoa é a segunda data mais importante em vendas para o Assaí Atacadista (perde apenas para o Natal). Este ano, a grande aposta do estabelecimento é as barras de chocolate para cobertura. “O material é ideal para quem pretende investir na produção própria de ovos de chocolate. Nossa expectativa é vender aproximadamente 500 toneladas do produto em todo o Brasil”, destacou o presidente da rede, Delmiro Gomes.

A empresa Comercial Filhos do Céu, especialista em alimentos para portadores de Alergia à Proteína de Vaca (APLV), investiu este ano na venda em ovos de Páscoa para atender aos clientes que são intolerantes à lactose, mas que não abrem mão de comer chocolate. O produto é feito de licor de cacau, manteiga de cacau e açúcar orgânico, livre de soja, lactose, químicos e glúten.

Ele custa R$ 43,00 (250g). Em outros estabelecimentos, chega a custar R$ 48,00 (180g). O professor universitário, Adriano Medeiros, que mantém a empresa junto com a esposa, a pedagoga Jucilene Carvalho, ressaltou que o objetivo principal foi tornar o produto acessível aos portadores de APLV. “Como nossa renda não depende das vendas dos ovos de Páscoa, conseguimos comercializá-los um pouco abaixo do mercado. Nós temos um filho com intolerância à lactose e sabemos o quanto é caro os alimentos sem a proteína do leite”, contou Adriano.

A estudante de Pedagogia da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Joice Branco, aproveitou as habilidades com feltro e produziu peças com o tema da Páscoa. “A ideia surgiu para atender às pessoas que querem presentear, mas estão fugindo dos preços dos ovos de chocolates”, explicou. Os produtos variam de entre R$ 15 e R$ 60.

Segundo especialistas em empreendedorismo e negócios, a primeira etapa para o sucesso nas vendas é investir no diferencial do produto para destacá-lo dos demais. O gerente do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas da Paraíba (Sebrae-PB), Edilson Azevedo, explica que um produto bem pensado tem maior receptividade entre os clientes. “Em todo negócio, o importante é o empreendedor identificar e focar em seu diferencial”, ressaltou.

Redes sociais ajudam na divulgação dos produtos

 

A prática não é nova, mas tira muita gente do sufoco financeiro neste período. Cada vez mais é comum encontrarmos pessoas que aproveitam essa época do ano para produzir e vender ovos de chocolates artesanais e, assim, garantir um dinheirinho extra no final do mês. A variedade de sabores e a qualidade dos produtos são o que atraem os consumidores, ainda que o preço de alguns produtos seja um pouco acima do que o praticado pelas marcas das multinacionais.

Hoje quem costuma fazer ovos de chocolate para vender conta com a gratuidade das redes sociais na divulgação dos produtos e, assim, acaba conquistando um número maior de clientes. Foi com um perfil no Instagram que Gilmara dos Santos, que é funcionária em uma indústria de cerâmica, conseguiu dobrar a clientela na Páscoa passada. E, este ano, ela pretende repetir as boas vendas.

Ela revelou que consegue lucrar até duas vezes o que ganha no emprego fixo com as vendas de ovos de Páscoa. “A ferramenta é fantástica. Com ela, você pode fazer parceria com outros perfis e aumentar o número de pessoas que passam a conhecer seu trabalho. O alcance não seria o mesmo na divulgação boca a boca”, contou Gilmara. A crise econômica não diminuiu o número de clientes, no entanto, ela procurou adequar as vendas para não ter prejuízos.

A produtora de conteúdo, Larissa Targino, e a advogada, Sarah Coelho, são sócia no food bike Doce Pedal. O carro chefe do empreendimento é o bolo no pote e, para este período, decidiram dar uma nova roupagem aos tradicionais ovos de chocolate e criaram o ovo de Páscoa no pote. “A ideia era desenvolver um produto que juntasse o nosso sabor de sempre, mas que tivesse um toque pascoal e um diferencial na apresentação da embalagem”, contou Larissa.

O ovo de Páscoa no pote custa entre R$ 8 e R$ 12 e é uma opção saborosa e econômica para presentear na Páscoa. A dupla também utiliza um perfil no Instagram para divulgar os produtos. “As redes sociais são grandes parceiros dos micros empreendedores. Se a pessoa souber fazer o marketing do negócio, consegue uma boa visibilidade e conquistar um bom número de clientes”, ressaltou a advogada.

 

Ovos de Páscoa Artesanais - @doceencanto

 

- Sabores mais pedidos:

Morango com Nutella

Dois Amores

Prestígio

- Tamanhos

Pequeno (500g) – entre R$ 30 a R$ 40 de acordo com o sabor

Grande – (1kg) – entre R$ 45 a R$ 65 de acordo com o sabor

 

Ovos de Páscoa sem lactose - www.comercialfilhosdoceu.com.br

 

Ovos de Páscoa no pote - @docepedal

 

“É fundamental que cada produto tenha uma característica única. Pode ser uma descrição original e divertida, isso aumenta a chance nos mecanismos de busca. Textos criativos podem fazer toda a diferença para aumentar a audiência do site ou das redes sociais” - Cartilha de boas vendas do Sebrae-SP.

 

Relacionadas