terça, 24 de novembro de 2020

Economia
Compartilhar:

Comércio tem promoções atraentes e consumidores cautelosos na hora de gastar

Ellyka Akemy / 09 de janeiro de 2016
Foto: Arquivo
As ruas do Parque Solon de Lucena, que em janeiros anteriores pareciam um formigueiro humano, agora, apresentam um movimento fraco. As pessoas parecem mais conscientes e estão determinadas a não gastar pelos próximos meses.

A funcionária pública Liana Trindade até olhou a vitrine e se interessou por um vestido, mas está decidida a não comprar. “Esse ano é o ano de economizar”, afirma. “Estou só olhando”, conta a costureira Lúcia Medeiros, acrescentando que “os preços até estão razoáveis, mas não está dando para comprar nada no momento”.

O engenheiro Henrique Garcia disse que estava pesquisando, para não ser iludido com os preços. “As lojas anunciam liquidação de até 70%, mas quando você vê, nenhum produto com desconto vale a pena”.

A gerente de marketing da Karmélia Calçados, Juliana Oliveira, conta que a loja reduziu a compra de mercadorias este mês para evitar prejuízo nas vendas. “Ainda temos um bom estoque da coleção Primavera/Verão. Em outros anos, seria necessário repor vários produtos. Esse mês, nós só renovamos o básico”, afirma.

Leia mais no jornal Correio da Paraíba

Relacionadas