segunda, 19 de abril de 2021

Economia
Compartilhar:

Caixa Econômica retém crédito do Minha Casa Minha Vida

Edson Verber / 27 de fevereiro de 2019
Foto: Assuero Lima
Construtores, corretores de imóveis e transportadores de entulhos realizaram novo protesto, ontem, contra a retenção dos créditos do Programa Minha Casa Minha Vida, oriundo do FGTS. Segundo eles, a retenção tem sido feita pelo Governo Federal, através da Caixa Econômica Federal, que se estende desde setembro do ano passado e já provocou o fechamento de dezenas de pequenas construtoras, levando ao desemprego mais quase 20 mil pessoas na Paraíba.

O protesto começou por volta das 9h, com a concentração de veículos no Bairro dos Bancários. Às 11hs, todos se deslocaram para a agência Caixa da Avenida Epitácio Pessoa, mas, antes, passando pelas agências da Caixa dos Bancários e Universidade Federal da Paraíba Campus Um. Na frente da Agência da Epitácio, onde fica a superintendência, realizaram ato de protesto com carros de som e discursos reivindicatórios.

“Pelos cálculos da xomissão que organiza este ato, composta de vários construtores, corretores e transportadores de entulhos, na Paraíba, já são cerca de 15 mil a 20 mil demitidos, uma vez que existem cerca de 500 pequenas construtoras na Paraíba, sendo mais de 200 somente em João Pessoa. No interior mais da metade já estão paradas e, na Capital, as quer ainda funcionam trabalham com somente 15% dos funcionários, pois o resto foi demitido. O meu caso exemplifica bem a situação, pois sou proprietário da Construtora HACs Serviços e Construção, e já fui forçado a demitir todos os 13 trabalhadores”, disse Hélio Carvalho, em nome dos construtores.

O protesto contou com o apoio do presidente do Creci-PB, Rômulo Soares, que recebeu na última sexta-feira a visita de uma comitiva formada por corretores de imóveis e construtores em busca de apoio ao movimento. “Eles estão com problemas para receber os créditos desde setembro de 2018, mas só recebem promessas e, inclusive, já apelaram para a bancada federal da Paraíba, mas, até agora, nenhuma solução. Por isso, apoiamos eles nessa justa reivindicação”, disse Rômulo.

Reivindicações



Validade dos laudos

Prorrogação dos laudos que estão nas agências - os vencidos e a vencerem;

Autorização por parte da superintendência para rodar os contratos com data retroativa, para não haver necessidade de renovação da carta de crédito, pois a renovação é um risco, porque pode condicionar ou reprovar;

Liberar laudos de engenharia e cartas de crédito de construtores pessoas físicas aprovados desde de outubro

Apoio dos deputados



Os organizadores do protesto disseram que iriam cobrar da da bancada federal da Paraíba um maior envolvimento no assunto, tendo em vista que, em alguns Estados, o Minha Casa Minha Vida já está regularizado. “Geramos dos mais de 30 mil empregos diretos na construção civil na Paraíba, por onde anda a bancada Federal do nosso Estado?”, questionou Hélio Carvalho.

A assessoria de imprensa da Caixa, em João Pessoa, afirmou, por telefone, que iria receber a pauta e “dar o encaminhamento necessário, para as instâncias superiores”.

Relacionadas