quarta, 18 de outubro de 2017
Economia
Compartilhar:

Bancários decidem parar por quatro dias em protesto contra as reformas

Érico Fabres / 21 de abril de 2017
Foto: Arquivo
Em assembleia realizada na noite de quarta-feira, os bancários da Paraíba aprovaram, por unanimidade, a adesão da categoria à Greve Geral de 28 de abril. Os protestos realizados na data são contra as reformas trabalhista e previdenciária, a terceirização irrestrita, a reestruturação e o desmonte dos bancos públicos. Quem sofre é a população, que ficará quatro dias sem serviços bancários, já que dia 1º de maio é feriado (dia do trabalhador).

O presidente do Sindicato dos Bancários da Paraíba, Marcelo Alves, alertou que a adesão à greve geral é a única forma de tentar barrar os retrocessos promovidos pelo atual governo.

Alves falou que são muitos os motivos da participação, mas em relação à categoria, a principal reclamação é o fechamento de agências, a escassez de funcionários, que gera uma demanda muito grande, trazendo prejuízos ao trabalhador e à população, que têm que esperar uma ou duas horas para ser atendida.

"Não podemos aceitar isso, ainda mais de um governo que pode ser provisório em virtude de vários envolvimento em casos de corrupção, isso afeta o futuro das pessoas, inclusive nós, os bancários". Marcelo Alves. Presidente do Sindicato.

Relacionadas