quarta, 27 de janeiro de 2021

Economia
Compartilhar:

67 mil deixaram Imposto de Renda para última hora e podem cair na malha fina

Érico Fabres / 29 de abril de 2016
Até o final da tarde de ontem, os paraibanos enviaram 223.490 declarações do Imposto de Renda para os computadores da Receita Federal, representando 0,98% do total recebido a nível país e 77,06% das 290 mil declarações previstas para o Estado. O prazo para enviar as declarações vai até as 23h59min59s de hoje.

Os 66,6 mil que ainda não fizeram a entrega correm alguns riscos de não encontrarem profissionais capacitados para o preenchimento e o esquecimento de inserir algum dado ou documento. Os dois deixam o declarante mais suscetível a cair na Malha Fina. Quem perder o prazo receberá uma multa de 1% do imposto devido por mês de atraso (limitado a 20% do imposto total) ou em R$ 165,74, prevalecendo o maior valor, não sendo necessário baixar novo programa.

O sistema automaticamente gera a guia para o pagamento da multa, que não vale para declarações retificadoras.

Riscos de deixar para a última hora

▶ Com a pressa, é maior o risco de haver erros na declaração. Entre as falhas que podem ser cometidas estão colocar como dedução algo indevido ou com valor errado, rendimentos tributáveis em campos de não tributáveis ou ainda deixar em branco algumas informações.

▶ Há risco de esquecer gastos que poderiam ser abatidos e não há tempo de ir atrás das deduções, como despesas em tratamentos feitos com psicólogos, dentistas ou fisioterapeutas, além de gastos que o locador tiver com corretagem e administração de imóveis ou ainda despesas com consultas ou internações médicas em outro país e reforma do imóvel.

▶ O contribuinte só percebe a falta de documentos quando vai preencher a declaração, e se estiver a poucos dias do prazo final, não haverá tempo hábil para pedir a pedir segunda via ou localizar informações complementares. Nem todos os documentos são fáceis de serem emitidos. Contrato de compra e venda de imóveis ou automóveis, nota fiscais de escolas, centros médicos ou outros serviços de profissionais liberais podem demorar dias ou semanas.

▶ Como boa parte dos contribuintes deixa para entregar a declaração nos últimos dias, o sistema da Receita Federal pode ficar sobrecarregado e com lentidão, devido ao grande número de acessos.

Relacionadas