domingo, 29 de novembro de 2020

Economia
Compartilhar:

15% erram currículo ou mentem sobre qualificação

Ellyka Akemy / 11 de agosto de 2016
Foto: Arquivo
Em média, 15% dos candidatos a uma vaga de emprego apresentam currículos mal estruturados e até com informações falsas no Sistema Nacional de Emprego (Sine) da Paraíba e de João Pessoa. Os erros vão desde a falta de informações pessoais, como omissão da data de nascimento, até mentiras sobre o endereço de residência.

A articuladora empresarial do Sine-PB, Rita Rocha, revelou que, desde janeiro deste ano, os Sines de todo Brasil estão trabalhando com bancos de dados, onde são inseridos as principais informações do profissional e o perfil do candidato que a empresa busca .para preencher a vaga. A medida foi recomendada pelo Ministério do Trabalho e excluiu a necessidade das pessoas levarem um currículo impresso aos Sines.

“Mas muita gente ainda traz currículo. A gente recebe, em média, 100 por dia. Mas o número já foi muito maior”, contou Rocha. Segundo ela, cerca de 10% desses apresentam erros na estruturação. Rocha ressaltou que um bom currículo deve ser sucinto e objetivo. O candidato deve tentar reunir todas as informações em uma página, pois isso aumenta as chances da empresa ler o documento. E atenção: mentir é a pior estratégia que o candidato pode adotar na hora de procurar um emprego.

Candidatos mentem

Há ainda candidatos que mentem sobre a escolaridade ou o curso profissionalizante que não realizou. No Sine de João Pessoa, o percentual de currículos mal estruturados é um pouco maior, cerca de 20%, segundo o coordenador adjunto do Sine de João Pessoa, Inácio Pedrosa. O órgão oferece, todas as terças, gratuitamente, das 9h às 11h, o Curso de Inserção à Empregabilidade.

“O candidato aprende, por exemplo, como elaborar um bom currículo. Basta o interessado chegar um pouco antes das 9 horas e preencher a inscrição para participar”, explicou. Para mais informações sobre o curso, o telefone de contato do Sine de João Pessoa é 3214 1010.

Relacionadas