sábado, 05 de dezembro de 2020

Denúncia
Compartilhar:

Ministério Público da Paraíba denuncia 17 envolvidos na Operação Cartola

Raniery Soares / 21 de junho de 2018
Foto: Raniery Soares
A Operação Cartola deu mais um passo na noite dessa quarta-feira (20). Após as investigações feitas pela Polícia Civil, o Ministério Público da Paraíba (MPPB) denunciou 17 pessoas, dentre elas o presidente da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Amadeu Rodrigues.

No documento, os promotores do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) apontam como uma das medidas prioritárias, a destituição de todos os acusados que ocuparem cargos na FPF, como Amadeu Rodrigues, Tribunal de Justiça Desportiva de Futebol da Paraíba (TJDF-PB) e Comissão Estadual de Arbitragem.

O Ministério Público denunciou os acusados pelos crimes de organização criminosa, falsidade ideológica e crimes contra o futebol (Estatuto do Torcedor).

Entre os nomes estão o do vice-presidente de futebol do Botafogo-PB, Breno Morais, o do presidente do TJDF-PB, Lionaldo dos Santos Silva e o do procurador do órgão, Marinaldo Barros.

De acordo com a denúncia, para o Gaeco ficou comprovado que o presidente Amadeu Rodrigues “desempenhava um papel crucial, sendo apontado como líder do esquema”.

As investigações que envolveram uma primeira parte da Operação duraram sete meses e os relatórios finais já haviam sido entregues ao Gaeco. A expectativa, até então, estava por conta de um posicionamento do Ministério Público. Agora, o processo deve ganhar novos capítulos, já que a denúncia foi oferecida à 4ª Vara Criminal de João Pessoa.

Anteriomente, segundo um relatório da Polícia Civil a que o Correio da Paraíba teve acesso, foram solicitados à Justiça 24 pedidos de prisão para dirigentes e árbitros.

No final da semana passada, o presidente Amadeu Rodrigues voltou ao cargo, após a CBF suspender a intervenção que estava administrando a FPF.

Inclusive, após este retorno, um grupo formado por 27 clubes protocolou um documento na Federação, solicitando uma antecipação das eleições para presidente. Agora, o pleito pode acontecer até o próximo mês de agosto.

Os denunciados

▶Amadeu Rodrigues da Silva Júnior. Presidente da FPF

▶ Breno Morais Almeida. Vice-pres. de futebol do Botafogo

▶ Lionaldo dos Santos Silva. Presidente do TJDF-PB

▶ Marinaldo Roberto de Barros. Procurador do TJDF-PB

▶ José Renato Albuquerque Soares. Ex-pres. da Comissão Estadual de Arbitragem

▶ Severino José de Lemos. Ex-sec. da Comissão Estadual de Arbitragem

▶ Genildo Januário da Silva. Vice-pres. do Sindicato dos Árbitros

▶ Adeilson Carmo Sales de Souza. Árbitro

▶ Antônio Carlos da Rocha. Árbitro

▶ Antônio Umbelino de Santana. Árbitro

▶ Eder Caxias Meneses. Árbitro

▶ Francisco de Assis da Costa Santiago. Árbitro

▶ João Bosco Sátiro da Nóbrega. Árbitro

▶ José Maria de Lucena Netto. Áárbitro

▶ Tarcísio José de Souza. Árbitro

▶ Josiel Ferreira da Silva. Árbitro

▶ José Araújo da Penha. Funcionário da FPF

Relacionadas