quarta, 23 de setembro de 2020

Televisão
Compartilhar:

Rogue One traz velhos conhecidos reduzidos a pequenas aparições

Renato Félix / 29 de dezembro de 2016
Foto: Divulgação
Luke Skywalker, Han Solo, Princesa Leia, Darth Vader. A série Guerra nas Estrelas tem personagens icônicos, responsáveis por manter a franquia no alto por todos estes anos. Mas o próprio universo da série já tem status de clássico e parece não mais depender tanto de seus protagonistas. O Despertar da Força já havia dado o protagonismo a novos nomes e posto os medalhões como coadjuvantes. Agora Rogue One – Uma História Star Wars traz mais rostos novos e velhos conhecidos aparecem bem menos.

Não que o desapego tenha sido total. Estão lá Peter Cushing e uma jovem Carrie Fisher recriados digitalmente e a melhor aparição de Darth Vader desde O Retorno de Jedi (1983). Outros personagens menores reaparecem (e há uma ponta de C-3PO e R2-D2 para manter os robôs com o status de únicos personagens – e seus intérpretes – a aparecer em todos os filmes da série).

Mas os holofotes vão quase que totalmente para personagens nunca vistos antes, principalmente a Jyn de Felicity Jones, filha do engenheiro responsável pela construção da Estrela da Morte e que vai participar do grupo que tem a missão de roubar os planos da estação, mostrando seu ponto fraco.

Rogue One consegue emendar com bastante competência seu desfecho com a abertura de Guerra nas Estrelas (1977), com direito à aparição da Princesa Leia, que ganha todo um significado emotivo com a morte de Carrie Fisher, terça-feira.

O filme segue o espírito de buscar uma maior diversidade no elenco e nisso avança ainda mais do que O Despertar da Força: há negros, latinos, orientais e, talvez (embora muitíssimo discretamente), um casal gay. Como aventura, também não decepciona. É sempre movimentado e ganha um crescendo muito bem construído em sua reta final. É missão cumprida.

“ROGUE ONE – UMA HISTÓRIA STAR WARS”

Rogue One – A Star Wars Story. EUA, 2016

Direção: Gareth Edwards. Elenco: Felicity Jones, Mads Mikkelsen, Diego Luna, Forest Whitaker

Em cartaz em João Pessoa, Campina, Patos e Guarabira

Cotação:

Relacionadas