terça, 19 de março de 2019
Televisão
Compartilhar:

Com 50, 40, 30, 20 ou 10 anos, seriados fizeram a cabeça de diversas gerações

Renato Félix / 19 de junho de 2016
Foto: Divulgação
O jeito de assistir TV de hoje é diferente do de antigamente. Atualmente, o Netflix já disponibiliza todos os episódios da temporada de uma série de uma vez só, facilitando as “maratonas”, impossíveis há, digamos, 20 anos. Ou 30, ou 40, ou 50.

Naquela época, o fã de um seriado precisava ter em mente o dia e hora da exibição e desmarcar os compromissos. E, se perder, esperar pelas reprises.

De alguma maneira, e talvez até por isso, as séries costumavam ter episódios mais fechados em si mesmos. Em vez de apostarem em uma continuidade muito amarrada - como, digamos, Game of Thrones - eram mais “episódicas” mesmo. Assim, o espectador que chegasse no meio não ficaria muito perdido e não teria dificuldades em seguir acompanhando.

O que não mudou é a disposição para se identificar com os personagens. Spock, Sabrina-Kelly-Jill, Alf, Clark Kent, Liz Lemon, cada um em sua época, teve seus fãs fiéis. Muitos foram reiventados em filmes ou outras séries e alguns ainda conquistam novos fãs e aguardam a redescoberta por outros.

Leia Mais

Relacionadas