quinta, 26 de novembro de 2020

Teatro
Compartilhar:

Mostra Made in Lima começa amanhã evidenciando o Lima Penante como um teatro-incubadora

André Luiz Maia / 31 de julho de 2016
O Teatro Lima Penante oferece a partir de amanhã uma programação repleta de espetáculos montados por grupos paraibanos, na I Mostra Made in Lima, que se estende até o próximo dia 14. Mas o que pouca gente sabe é que aquele espaço localizado na avenida João Machado comporta bem mais que um teatro.

Fundado em 1979, o Núcleo de Teatro Universitário, no qual está incluso o Lima Penante, é gerenciado pelos funcionários e professores do curso de Artes Cênicas da Universidade Federal da Paraíba e atualmente está sob a coordenação do professor Everaldo Pontes. Essencialmente, ele está a serviço dos estudantes do curso da UFPB, mas funciona principalmente como suporte para os grupos de teatro locais.

“É uma raridade encontrarmos companhias de teatro aqui em João Pessoa com sede própria, com espaço adequado para fazer seus ensaios e construir seus espetáculos. O Lima Penante oferece isso para nós”, conta a atriz Mônica Macedo, da Cia. Oxênte. Na mostra, o grupo apresenta os espetáculos Visões Sertanejas, O Dia em que a Morte Bateu as Botas e Anáguas.

O espaço oferece quatro salas para ensaios, sendo uma exclusiva para dança. “O acesso aos espaços são gratuitos, só respeitam uma ordem de agendamento para simples organização. Mas basta chegar e verificar se há salas livres que qualquer grupo pode usá-los”, pontua o ator Edilson Alves, administrador do NTU e coordenador da mostra.

O espaço funciona de domingo a domingo, das 7h às 22h. “Pode vir aqui em qualquer horário, todos os dias, que há pelo menos um funcionário ou algum artista ou grupo ensaiando, a gente não para”, enfatiza Edilson.

Por se tratar de um espaço público, o espaço se mantém essencialmente com a verba destinada pela universidade para a manutenção do espaço, o que acaba gerando alguns problemas, principalmente pela burocracia para a liberação de recursos. “Nós estamos há aproximadamente vinte anos tentando substituir as cadeiras da plateia do teatro por novas, mas simplesmente nunca há possibilidade. Há dois anos, conseguimos com muita luta climatizar o espaço, colocando ar-condicionado”, revela o coordenador.

Mônica, que também é funcionária do espaço há cerca de trinta anos, também relata as dificuldades encontradas. “O piso das salas de ensaio deviam ser de madeira, mais adequados para o fim, mas não há. A sala de dança só tem um apoio para os bailarinos por conta de uma parceria com uma professora, que não é funcionária. Mas, mesmo com tudo isso, é um privilégio poder trabalhar como funcionária em um espaço que envolva teatro sendo artista na área. Vamos resistindo”, afirma.

PROGRAMAÇÃO

▶ amanhã

20h: Visões Sertanejas

▶ TERÇA

19h: Mensagem para a Amante do Meu Marido

20h: O Dia em que a Morte Bateu as Botas

▶ QUARTA

16h: A Formiga Fofoqueira

20h: Anáguas

▶ QUINTA

20h: De João para João

▶ SEXTA

16h: Trocam-se Histórias por Brincadeiras

20h: As Malditas

▶ SÁBADO

16h: Romina e Julião

20h: As Coroas

▶ DOMINGO

16h: Romina e Julião

20h: Confissões

▶ SEGUNDA, dia 8

19h: Dança do Amor Cigano

20h: O Nariz

▶ TERÇA, DIA 9

20h: Deboche

▶ QUARTA, DIA 10

20h: Finados

▶ QUINTA, DIA 11

16h: Deu a Louca nos Contos Infantis

20h: As Encalhadas

▶ SEXTA, DIA 12

20h: Mercedes

▶ SÁBADO, DIA 13

16h: Romina e Julião

20h: Álbum de Família

▶ DOMINGO, DIA 14

16h: Romina e Julião

19h30: Efêmero

20h: Caminhos

No Teatro Lima Penante (Av. João Machado, 67, Centro – 3221.5835).

Ingressos: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia).

Relacionadas