sexta, 22 de janeiro de 2021

Sinfonia
Compartilhar:

Orquestras paraibanas começam novas temporadas

Audaci Junior / 11 de março de 2017
Foto: Rafael Passos
Está começando o período onde as orquestras sinfônicas paraibanas afinam seus instrumentos e levantam as batutas para dar início às temporadas. Uma das características que harmonizam entidades como a Orquestra Sinfônica Municipal de João Pessoa (OSMJP), a Orquestra Sinfônica da Paraíba (OSPB) e a Orquestra Sinfônica da Universidade Federal da Paraíba (OSUFPB) é a aproximação cada vez maior com o público em geral.

O pontapé inicial será feito neste sábado, com a apresentação da Sinfônica de João Pessoa, abrindo a sua temporada com homenagem a Heitor Villa-Lobos (1887-1959). O concerto gratuito acontecerá a partir das 18h, no auditório Celso Furtado do Centro Cultural Ariano Suassuna, anexo ao Tribunal de Contas do Estado, no bairro de Jaguaribe.

De acordo com o maestro titular Laércio Diniz, a homenagem ao compositor carioca partirá da nova leitura da sonata n° 1 "Dessesperance", peça assinada pelo compositor-residente da temporada, o pernambucano Clovis Pereira. “Clovis rearranjou a sonata, que é feita para violino e piano e orquestrou em algo extremamente novo”, aponta o regente.

A apresentação terá ainda na abertura “La Gazza Ladra”, de Gioacchino Rossini (1792-1868), e o encerramento com “Sinfonia nº5 em Si bemol maior”, de Franz Schubert (1797-1828), em quatro movimentos. A homenagem a Villa-Lobos terá também a participação especial do solista Clovis Pereira Filho no violino.

Sobre a temporada da Sinfônica Municipal de João Pessoa, Laércio Diniz conta que haverá concertos mais populares para “tentar mostrar as várias facetas que uma orquestra deve ter”.

Dentre os cantores de música popular, o maestro já revela quem vai estrear o projeto ainda para o primeiro semestre: Renata Arruda. “Não será uma apresentação dela com a orquestra”, adverte. “O artista se apresentará como um solista”, compara.

Povão. No próximo dia 16 será a vez de a Orquestra Sinfônica da Paraíba (OSPB) abrir sua temporada, com apresentação gratuita às 20h30, na Sala de Concertos Maestro José Siqueira do Espaço Cultural, em João Pessoa.

“Para esse ano, além dos concertos oficiais, vamos fazer apresentações em igrejas e comunidades mais carentes”, explica o diretor executivo Márcio Carvalho.

Segundo Carvalho, esse projeto visa levar esses seguimentos de cultura para quem não tem a oportunidade de conhecê-los. “Aproximar a orquestra do povão que mais necessita”.

Batizado de "OSPB nos bairros", o objetivo é levar música clássica “mais próxima do cognitivo humano”, com peças compostas para trilha sonora de filmes famosos ou desenhos animados, além de ritmos nordestinos.

Ano passado foram feitos dois concertos – em Valentina e Mangabeira – o que motivou o maestro titular Luiz Carlos Durier a continuar o projeto. “Foi muito valioso sentir a reação do público, a surpresa e a alegria de ver uma orquestra ao vivo”.

O regente revela que a OSPB também percorrerá o interior do estado, levando o repertório de fácil assimilação que chama de “música ligeira”, onde ele observa a interação com a plateia, que acompanha as peças cantando.

Serão 17 concertos com a seção profissional e oito com a jovem, obedecendo a uma linha cronológica nas apresentações na sala de concertos. “Sempre com música brasileira no repertório”, atenta Durier.

Relacionadas