segunda, 28 de setembro de 2020

Show
Compartilhar:

Seguindo as orientações do pai, Lucas Veloso apresenta show em João Pessoa

André Luiz Maia / 14 de outubro de 2016
Foto: Divulgação
O ano de 2016 foi intenso para Lucas Veloso. O ator e comediante se despediu de seu pai e mentor, Shaolin, logo no início do ano, e teve uma experiência profissional única, que lhe proporcionou visibilidade nacional nunca antes alcançada pelo campinense, ao integrar o elenco da novela Velho Chico.

Agora, encerrado o capítulo televisivo, ele volta aos palcos para apresentar seu espetáculo de comédia Cócegas no Cérebro. Antes, já havia circulado com O 'Homi' do Show, mas é a primeira vez que Lucas vem a João Pessoa, onde se apresenta amanhã.

Por telefone, de Caicó, Rio Grande do Norte, o artista conversou conosco sobre sua turnê, que já passou por várias cidades do estado vizinho e agora retorna à sua terra natal. "Tem alguns quadros do show anterior que eu decidi preservar, como as imitações de Michael Jackson, Chico Anysio, até porque o povo ia me bater se eu tirasse (risos)", explica Lucas.

A direção do espetáculo é de Shaolin que, após acordar do coma e mesmo sem poder falar, conseguia opinar sobre as piadas que seu filho fazia através de piscadas no olhar. "Acho que pelo menos 80% do que está no show passou pela aprovação do velho", revela.

Durante o espetáculo, ele comenta sobre os bastidores de Velho Chico e sua entrada na TV, a experiência dos bastidores e também sobre o que está acontecendo nas redes sociais. "Eu uso muito esse tipo de coisa porque é por onde a juventude, a galera da minha geração, está se expressando", justifica.

No quesito imitação, a novidade fica por conta de Maria Bethânia e de Silvio Santos, este último um resgate de algo que não fazia há muito tempo. "Na verdade, eu 'lembrei' que imitava Silvio Santos por causa da novela. Fiz a imitação em um dos intervalos de gravação e sugeriram que eu inserisse isso em alguma cena que eu achasse que caberia", relembra Lucas.

A entrada na novela se deu porque o diretor artístico Luiz Fernando Carvalho procurava algum ator com experiência em comédia. "Eu estava fazendo teatro e decidi arriscar. Mandei meu material para o Luiz Antônio Rocha e Felipe Aguiar, diretores de elenco, e me chamaram para fazer um teste. Como não acharam nada melhor, me chamaram", brinca Lucas.

Relacionadas