quarta, 22 de novembro de 2017
Show
Compartilhar:

Releitura do Nordeste: Sandra Belê estreia novo show ao som da sanfona

André Luiz Maia / 23 de outubro de 2015
Foto: Fabi Veloso/Divulgação
Desconstruir para criar. A frase pode parecer contraditória, mas pode ser uma forma de tentar entender a proposta artística de Sandra Belê. Hoje, para quem não a conhece, uma ótima oportunidade é o show de Voz e Sanfona (não, não é voz e violão) que a cantora – natural de Zabelê, cria da cena musical de Campina Grande e agora fixada em João Pessoa – apresenta no café da Usina Cultural Energisa.

Acompanhada de Lucas Carvalho, ela também conta com o reforço de um arsenal feminino: as cantoras Regina Limeira, Clara Bione, Nina Ferreira e Nathalia Bellar. No repertório, canções que possuem uma conexão forte com o Nordeste, mas também sambas, desconstruídos para se adequar à composição de voz e sanfona.

O projeto surgiu do encontro de Sandra e Lucas para pensarem um repertório para o São João – que posteriormente resultaria no show A Festa –, mas o contato resultaria em uma experiência que nenhum dos dois previu. “Ao conhecer o Lucas, encontrei um músico gigante, um menino muito novo, mas com perspectiva de uma pessoa muito experiente no contexto da música. Ele é pesquisador, com uma alma voltada para os grandes mestres”, declara Belê.

Durante uma reunião na casa da cantora, Lucas Carvalho começou a desaguar seu rico repertório, que inclui canções mais “lado B” da carreira de Sivuca. “Quando ele começou a tocar, me arrepiei. Ele tocou músicas que eu já havia cantado, mas que estavam esquecidas, pois não eram canções de fácil acesso”, relembra.

Passado o São João, os dois passaram a retomar o projeto, que resultou em um repertório de 25 músicas, de compositores como João do Vale, Luiz Gonzaga, Sivuca, Zé Marcolino, Dominguinhos, Chico Bezerra, Zé do Norte, Gordurinha e João Nogueira, que será apresentado hoje à noite pela primeira vez.

Leia mais no jornal Correio da Paraíba

Relacionadas