quarta, 23 de setembro de 2020

Show
Compartilhar:

Paulinho Moska faz show neste sábado no Teatro Pedra do Reino

André Luiz Maia / 08 de outubro de 2016
Foto: JORGE BISPO/ DIVULGAÇÃO
A canção, esse conceito de música que torna letra e melodia partes indissociáveis de uma mesma experiência, sempre foi especialidade e paixão de Paulinho Moska. Com sua nova turnê, Violoz, ele se diz empolgado com a possibilidade de se desnudar e apresentar suas composições da forma como eles vieram ao mundo para o público. Hoje, o show chega a João Pessoa, em uma performance no Teatro Pedra do Reino.

No repertório, estão sucessos dos vinte anos de carreira de Moska, como "Pensando em você", "A seta e o alvo", "A idade do céu", "Lágrimas de diamantes", "Último dia", "Tudo novo de novo", "Namora comigo", "Somente nela, "Admito que perdi", "Relampiano", dentre outras. Também há espaço para a safra recente, como a regravação de “Enrosca”, de Guilherme Lamounier, usada na trilha da novela Império, e “Tudo que acontece de ruim é para melhorar”, parceria com Mú Carvalho usada na trilha de Eta Mundo Bom!.

O diferencial dessa apresentação é que o músico se reveza entre cinco instrumentos: violão com cordas de nylon, violão com cordas de aço, o barítono, o ukelele e a guitarra elétrica. "Fui experimentando as canções nos cinco instrumentos. Algumas ficavam boas logo de cara e já garantiam sua vaga, outras eu tive que pensar e experimentar um pouco mais para balancear o repertório e distribuí-las quase que igualitariamente pelos instrumentos", explica Paulinho Moska, acrescentando que cada um deles será usado em momentos determinados do show, como se os dividisse em capítulos.

Sobre a profusão de apresentações acústicas que estão sendo feitas durante os últimos meses no Brasil, Paulinho acredita que é por conta da economia. "A crise foi dificultando a venda dos shows com equipe grande e a tendência foi diminuir o número de pessoas na estrada. A opção do 'voz e violão' se tornou mais coerente com a atualidade. Mas o lado bom é que se valoriza mais a canção, que é a origem de tudo. A banda toca o arranjo, mas se a canção não for boa, nenhum arranjo a salvará", enfatiza.

Paulinho Moska

Hoje, às 20h.

Teatro Pedra do Reino (Centro de Convenções, PB-008, km 5, JP. Tel: 9.9142.5892

http://www.cecon.pb.gov.br).

Ingressos: R$ 120 (platéia A/ inteira), R$ 60 (platéia A/ meia), R$ 90 (plateia A/ promocional/ lote 1), R$ 90 (platéia B/ inteira), R$ 45 (platéia B/ meia), R$ 70 (balcão/ inteira e platéia B/ promocional/ lote 1), R$ 35 (balcão/ meia), R$ 50 (balcão/ promocional/ lote 1), à venda na Popotamus (Manaíra) e pela internet (https://www.aloingressos.com.br).

Informações: 9.9861.0031/ 9.8858.7409/ http://www.liquidificadorproducoes.com.br

Relacionadas