domingo, 16 de junho de 2019
Show
Compartilhar:

Leo Jaime e Leoni tocam neste domingo em João Pessoa

André Luiz Maia / 16 de fevereiro de 2019
Foto: Divulgação
Dois artistas que fizeram parte do movimento histórico do rock nacional se encontram mais uma vez em palco para propor um espetáculo conjunto, com canções que marcaram toda uma geração. Amanhã, eles cantam em João Pessoa.

O nome do show, Leoni & Leonardo, assusta um pouco, logo de início. A brincadeira com a dupla sertaneja que Leonardo fazia com Leandro, de 1983 a 1998, encerrada com a morte do irmão. O Leonardo, aqui, no caso, é Leo Jaime. Tanto ele como Leoni são donos de vários hits radiofônicos da década de 1980.

Além de dividirem o palco diversas vezes em bandas ou projetos solo, há mais de 20 anos Leoni e Leo fizeram Fotografia, um show especial em que os dois músicos, sozinhos em cena, interpretavam canções dos repertórios próprios. A ideia de refazer essa união se deu em 2017, quando Leo convidou a banda João Penca e Seus Miquinhos Amestrados (da qualele integrou a formação original) e Leoni para um show.

“Era a minha banda tocando e eles foram lá dar uma canja. São os meus principais parceiros, ao longo da vida. Daí tive a ideia de convidar o Leoni para fazer um show comemorando os 20 anos de Fotografia, celebrando nossa amizade e parceria”, explica Léo Jaime ao CORREIO.

Se antes era uma apresentação íntima, agora há uma banda que encorpa esse encontro. Leoni assume o baixo na maior parte do tempo, o que lhe dá uma sensação de nostalgia. “Desde o milênio passado não empunhava meu Precision 77. Foi muito divertido voltar a ser um músico da banda. Nas músicas que não canto volto a ser o garoto que quer impressionar os outros músicos”, confessa Leoni, ao CORREIO.

Acompanhando Leo nas guitarras, está Ricardo Palmeira. Os teclados ficam sob a responsabilidade de João Pompeu, enquanto Alexandre Fonseca se encarrega da bateria. O repertório, com cerca de 30 canções, é recheado de sucessos, como “Nada mudou”, “Exagerado”, “Como eu quero”, “Pintura íntima”, dentre outras.

Obviamente, há espaço para composições conjuntas, a exemplo de “Solange”, “Fotografia” e a mais famosa delas, “A fórmula do amor” (da época em que Leoni ainda integrava o Kid Abelha e os Abóboras Selvagens; o single é um dueto entre Leo e o Kid Abelha, com vocais de Paula Toller).

Para este novo show, por sinal, eles criaram uma espécie de sequência para a canção, “A fóruma do amor II". A ideia de revisitá-la partiu de Leoni, algo que Leo prontamente aceitou. “Foi bom também observar como os dois letristas se deparavam com a mesma questão tantos anos depois: no inicio da vida adulta e já na maturidade. É como colocar duas fotografias ao lado uma da outra, de duas épocas diferentes, e ver que somos os mesmos, mas nossos sentimentos e ideias mudaram”, afirma Léo Jaime.

O show é também um retrato do rock nacional, que marcou o Brasil dos anos 1980. “Havia a necessidade de pintar o Brasil depois dos anos de chumbo. Era o espírito do tempo. Um longo verão em que muita gente se viu retratada e viveu seus melhores momentos”, resume Jaime.

Leoni e Leo Jaime

Amanhã, às 19h.

Teatro Pedra do Reino (Centro de Convenções, PB-008, km 5, João Pessoa – 9.9142.5892 – http://www.cecon.pb.gov.br – https://www.facebook.com/Teatro-Pedra-do-Reino-1879904645369244).

Ingressos: R$ 160 (plateia/ inteira), R$ 80 (plateia/ meia), R$ 120 (balcão/ inteira), R$ 60 (balcão/ meia)

Relacionadas