quinta, 21 de janeiro de 2021

Cultura
Compartilhar:

Seminário da revista ‘Piriah’ debate grafite e arte em CG

André Luiz Maia / 10 de fevereiro de 2017
Thayroni Arruda, artista urbano e doutorando de Antropologia Social, lidera um debate sobre a arte no contexto contemporâneo hoje em Campina Grande. O evento é promovido pela Secretaria de Estado da Cultura (Secult) e integra o Seminário da Revista Piriah.

A partir do tema "Entre o muro e a galeria - A perspectiva da arte no século XXI", o artista trata da relação do grafite na vida urbana e o cotidiano social, defendendo o grafite como parte importante da paisagem das cidades e uma forma de expressão artística.

A roda de diálogo da revista contará também com participação de Alex Araújo e de Shiko, artista visual e grafiteiro.

Thayroni Arruda destaca-se na produção e sobreposição de materiais reaproveitados e o graffiti criando um equilíbrio entre a matéria bruta e traços, detalhadamente pintados, ingênuos de seus personagens.

Nascido em Campina Grande na Paraíba, teve o seu primeiro contato com a cultura urbana ainda na infância, quando morava na cidade do Recife. Voltando à cidade natal, Thayroni ingressou na Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) como estudante de Ciências Sociais e destacou-se como um dos pioneiros da street-art na cidade. Em suas mãos, portas, janelas e outros materiais encontrados na rua viram peças artísticas, tanto na própria rua quanto nas galerias de arte.

Relacionadas