segunda, 08 de março de 2021

Cultura
Compartilhar:

Orquestra Sanfônica Balaio Nordeste faz show no Teatro Santa Roza em junho

André Luiz Maia / 27 de maio de 2017
Foto: Divulgação
As riquezas da cultura nordestina são incontáveis, mas um legado estabelecido por nomes importantes como Luiz Gonzaga, Dominguinhos e Sivuca foi, sem dúvida, a sanfona. Desde 2010 com a missão de repassá-lo para as futuras gerações, a Orquestra Sanfônica Balaio Nordeste atinge mais uma etapa ao registrar em DVD no dia 3 de junho, uma apresentação no Santa Roza.

É o show Em Ritmos de Nordeste, que conta com participações especiais. Além do repertório contendo o melhor da música do Nordeste, a orquestra, regida pelo maestro Lucílio, conta com as performances de Cezzinha, Irah Caldeira, Pinto do Acordeon, Silvério Pessoa e Yuri Carvalho. Será uma noite com ciranda, coco, maracatu, xote, xaxado, baião e, claro, o mais autêntico forró. O projeto conta com patrocínio do Fundo de Incentivo à Cultura Augusto dos Anjos.

O maestro Lucílio afirma que se trata de um momento muito importante para a Balaio Nordeste. "Fizemos alguns ensaios no passado, mas o primeiro DVD da Orquestra realmente só será agora. Será uma noite muito, muito linda", explica.

A previsão é que o DVD saia no segundo semestre deste ano, embora o maestro ainda fique reticente em bater o martelo sobre quando esse registro poderá estar nas mãos do público. "A ideia seria lançá-lo em agosto, mas realmente é algo prematuro para se falar com tanta certeza. É preciso ver o que iremos captar, ver as possibilidades que esse material nos dá. Depende de muitos fatores. Em setembro, teremos a circulação do projeto por algumas cidades do Nordeste e já queremos ter esse material em mãos para poder levar junto conosco e apresentar nosso trabalho", pontua o maestro Lucílio.

Ontem, a Orquestra Sanfônica Balaio Nordeste participou do Festival de Internacional de Música en Cerro Colorado, o Festifolclor, em Arequipa, no Peru.

"É um prazer grande poder representar nosso estado, nosso país, nossa região, com nossa música, que fala do nosso povo. Levamos um pouco do nosso povo, com o nosso forró, para o Peru", afirma o maestro.

Não é a primeira vez que o grupo participou de um evento internacional: em 2016, eles foram à França para participar da programação do Festival Le Printemps des Bretelles, que reúne grupos dedicados à sanfona de todo o mundo.

Relacionadas