terça, 16 de julho de 2019
Música
Compartilhar:

Um mundo menos musical, por Renato Félix

Renato Félix / 03 de março de 2019
Foto: Divulgação
O cinema musical sofreu duas baixas sentidas em poucos dias. O americano Stanley Donen, diretor de clássicos como Cantando na Chuva (1952, ao lado de Gene Kelly) e Sete Noivas para Sete Irmãos (1954, sozinho), morreu no dia 21 de fevereiro. E o compositor alemão André Previn, autor das trilhas de Gigi (1958) e My Fair Lady (1964), se foi na quinta passada.

Os dois integraram a histórica unidade comandada pelo produtor Arthur Freed na MGM, mas trabalharam poucas vezes junto. Donen foi o coreógrafo e Previn compôs música adicional para Beijou-me um Bandido (1948) e Donen dirigiu e Previn compôs a trilha para

Procura-se uma Estrela (1953), Dançando nas Nuvens (1955) e Um Estranho no Paraíso (1955). Nos dois últimos, Donen dividiu a direção, respectivamente, com Gene Kelly e Vincente Minnelli.

Donen foi da Broadway para Hollywood para ser coreógrafo em diversos filmes nos anos 1940. Entre eles, Modelos, 1944, e Marujos do Amor, 1945, ambos estrelados por Gene Kelly. Juntos, os dois estrearam na direção com o ótimo Um Dia em Nova York (1949) e comandaram a obra-prima Cantando na Chuva (1952).

Sozinho, Donen comandou um elenco numeroso em Sete Noivas para Sete Irmãos (1954) e disfarçou bem o baixo orçamento.

Também dirgiu Fred Astaire: em Núpcias Reais, 1951, onde ele dança na parede e teto de um quarto, efeito impressionante ainda hoje; e Cinderela em Paris, 1957, onde Fred dança com Audrey Hepburn. Donen dirigiria Audrey em mais dois filmes: Charada (1963) e Um Caminho para Dois (1967).

Previn, por sua vez, ganhou o primeiro de seus quatro Oscars ainda na unidade de Freed, com Gigi (1958). Voltaria a vencer por Porgy and Bess (1960), Irma la Douce (1963), uma de suas quatro associações com Billy Wilder, e My Fair Lady (1964).

A partir de 1968, ele começou um período de 11 anos como regente principal da London Symphony Orchestra. Foi diretor musical das filarmônicas de Los Angeles (1985 a 1989) e da Inglaterra (1985 a 1991). Ganhou 10 Grammys (dois por jazz e dois por trilhas).

Cinco filmes de Stanley Donen

Um Dia em Nova York (1949)

Cantando na Chuva (1952)

Sete Noivas para Sete Irmãos (1954)

Charada (1963)

Um Caminho para Dois (1967)

Cinco filmes com trilhas de Andre Previn

Dançando nas Nuvens (1955)

Gigi (1958)

Cupido Não Tem Bandeira (1961)

Longa Jornada Noite Adentro (1962)

My Fair Lady (1964)

Relacionadas