sábado, 27 de fevereiro de 2021

Música
Compartilhar:

Sinfônica de João Pessoa encerra Encontro Internacional de Violistas

Secom-JP / 11 de outubro de 2015
Foto: Divulgação
A Orquestra Sinfônica Municipal de João Pessoa encerra, na próxima segunda (12), o I Encontro Internacional de Violistas, na Sala Radegundis Feitosa do Departamento de Música da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). O concerto, previsto para as 20h, tem entrada gratuita e contará com a participação da solista anglo-americana Susan Dubois e regência do maestro Laércio Sinhorelli Diniz.

O encontro, que começou na sexta-feira passada (9), é comemorativo aos 60 anos de fundação da universidade e reúne os principais nomes do Brasil e exterior da viola de arco (ou viola clássica), além de professores, estudantes e amantes do instrumento.

“Neste concerto, faremos a estreia mundial da peça ‘Ybyrapytanga’, do compositor cearense Liduíno Pitombeira, além de executarmos a abertura de ‘Romeu e Julieta’ de Tchaikovsky, uma peça muito desafiante para a orquestra”, pontua o regente. Uma das últimas aquisições do corpo foi a contratação do aclamado spalla Clóvis Pereira Filho, oriundo da Sinfônica Brasileira e da Orquestra de Câmara da Rádio da Dinamarca.

A solista - Apontada pela revista ‘The Strad’ com “uma sonoridade brilhante e arrebatadora”, a violista Susan Dubois é considerada uma das mais importantes artistas e professoras da sua geração.

Conquistou plateias em todo o mundo, desde o Carnegie Hall, em Nova York, onde estreou, ao Teatro Colón de Buenos Aires. Atualmente, integra a comissão julgadora de diversos concursos, como a Corpus Christi International Competition para piano e cordas e a Primrose International Viola Competition.

Estudou na prestigiosa Escola Juilliard de Música de Nova York, onde foi assistente da violista Karen Tuttle, e recebeu o prêmio William Schuman por seu sucesso e liderança. Como recitalista e camerista, rodou os Estados Unidos, América do Sul, Austrália, Itália, Portugal, Coreia e África do Sul.

“Susan é muito conceituada não só como pedagoga, mas como musicista, tendo estudado com os mais destacados violistas do mundo e sido reverenciada nas mais respeitadas publicações de artes”, destaca Ulisses Silva, professor de viola da UFPB, coordenador do evento e membro da Associação Brasileira de Violistas.

Relacionadas