quinta, 22 de agosto de 2019
Música
Compartilhar:

Rachell Luz lança álbum com músicas de compositores nordestinos

Clóvis Roberto / 15 de maio de 2019
Foto: Divulgação
Um passeio suave por vários compositores da música nordestina. O novo disco da paulista Rachell Luz, Ao Nordeste do Meu Coração, lançado no último dia 10, que traz releituras de artistas consagrados como Nando Cordel, Fagner, Lenine, Zeca Baleiro e Zé Ramalho. A inspiração para o mergulho na musicalidade nordestina veio a partir das memórias de infância da artista, que ouvia com seus pais estes ícones da música popular brasileira.

A própria intérprete explica a escolha de homenagear o Nordeste. “Ainda criança escutava muito esse repertório em família, depois, um pouco mais velha comecei a minha carreira na música como cantora de forró universitário. Senti muita vontade de fazer essa homenagem e transbordar um pouco essa influência”, conta.

O resultado é que Ao Nordeste do Meu Coração traz a suave voz de Rachell Luz em clássicos como “Chão de Giz”, do paraibano Zé Ramalho, “Gostoso Demais”, dos pernambucanos Dominguinhos e Nando Cordel e “Se Eu Quiser Falar Com Deus”, do baiano Gilberto Gil.

A faixa “Flor da Pele” conta com a participação do maranhese Zeca Baleiro, autor da canção. “Ter a participação do Zeca é uma realização profissional e pessoal, ele é um grande poeta e uma grande influência na minha carreira. ‘Flor da pele’ é uma música que eu gostaria de ter escrito, tem aquele sentimento de eternidade no coração, de ser atemporal”, comemora Rachell.

Ao Nordeste do Meu Coração tem ainda “Notuno”, composta por Caio Silvio Braz e Graco, inconfundível na voz do cearense Fagner, ou “Paciência”, dos pernambucanos Lenine e Dudu Falcão, e ainda “Aparências”, do maranhese Cury e em parceira com o carioca Ed Wilosn.

Em Ao Nordeste do Meu Coração Rachell Luz abre licença poética e grava “Grito de Alerta”, composição de Gonzaguinha, carioca com jeito de mineiro, mas com sangue nordestino nas veias. E ainda tem “Luz e Estrela”, do amazonense Vinícius Cantuária, sucesso com o baiano Caetano Veloso.

Lançado o disco, fica a pergunta: Shows? Rachell Luz diz que “Ao Nordeste do Meu Coração” pega a estrada em breve. “Teremos show sim! Turnê a partir do segundo semestre”.

Trajetória. Rachell Luz iniciou sua carreira artística aos 15 anos como compositora e aos 20 anos foi convidada para ser vocalista da banda de forró universitário Forrueiros. Em 2011 se mudou para os Estados Unidos, passando por Boston e Nova Iorque. Se formou como cantora e compositora na Berklee College of Music (2014) e gravou o seu primeiro disco autoral KeL (2016), mesclando influências brasileiras com o pop norte-americano.

Em 2016, Rachell Luz retornou ao Brasil e tem trabalhado como compositora, produtora e intérprete em gravações para filmes e séries de TV nacionais e internacionais, como “Zé do Caixão, Apaixonados - O Filme”.

"A escolha foi do meu coração. A música nordestina é muito rica e traduz um lado da minha história que eu tenho muito carinho" falou a cantora.

Relacionadas