terça, 24 de abril de 2018
Música
Compartilhar:

Quinteto da Paraíba recebe Zeca Baleiro em dois shows no Paulo Pontes

André Luiz Maia / 25 de agosto de 2017
Foto: Divulgação
O Quinteto da Paraíba promove mais um encontro musical único. Nestas sexta-feira e sábado, o cantor e compositor Zeca Baleiro se une ao grupo instrumental, em mais uma edição do projeto Quinteto Convida, realizado bimestralmente. Os shows acontecem no Teatro Paulo Pontes, em João Pessoa.

A apresentação tem caráter especial, principalmente para os fãs do maranhense, pois em 2017 faz 20 anos que Zeca Baleiro fez sua estreia na carreira fonográfica, com o disco Por Onde Andará Stephen Fry?, de 1997. Ao fazer um retrospecto disso, Zeca Baleiro afirma em entrevista ao CORREIO que se sente mais disposto do que nunca para continuar trabalhando.

"Muita água rolou nesse tempo. Gosto de ver o que fiz, vinte anos e muitos discos depois, acho que é uma obra que tem lá sua importância. Acho que canto melhor, componho melhor, produzo melhor. E tenho muita gana de produzir ainda, ou seja, tô vivo, bem vivo! Os aprendizados foram muitos, e continuam a ser. Enquanto se está vivo se aprende. E se erra também", filosofa.

O contrabaixista do Quinteto da Paraíba, Xisto Medeiros, revela que, por conta da data, será um show de celebração. "É um ano complicado para a agenda de Zeca, mas conseguimos encaixar essa data. Ele ficou afim de fazer o trabalho e preparamos, como não podia ser diferente, doze sucessos de Zeca Baleiro. Vai ser um show em que o público vai se deleitar com os principais sucessos de Zeca, as músicas mais tocadas e queridas desse grande compositor”, garante.

Dos convidados dessa primeira temporada do Quinteto Convida, os únicos que ainda não tiveram experiências prévias com o grupo paraibano são Mônica Salmaso, convidada dos dias 15 e 16 de dezembro, e Zeca Baleiro. Xisto escreveu oito arranjos para as canções de Zeca, enquanto o maestro Carlos Anísio assina outros quatro.

Em entrevista ao CORREIO, Zeca faz mistério. "Pensamos juntos, na verdade, eu, Xisto e os demais integrantes do Quinteto. Pensamos num repertório que contemple todas as fases da minha carreira, com direito a algumas surpresas, que não vou contar, senão deixam de ser surpresas (risos)". No entanto, Xisto nos adiantou pelo menos três das músicas que devem estar no roteiro: "Flor da pele", "Telegrama" e uma estreia na voz do cantor, "Bambayuque".

“Eu pedi a ele para tocar. É uma música lindíssima", conta Xisto Medeiros. Composta por Zeca, a canção é interpretada por Renato Braz. "Sei que é um show de sucessos, mas achei que seria uma boa oportunidade para fazer essa estreia”, completa o contrabaixista.

A proximidade entre Xisto e Zeca começou antes mesmo de sua estreia enquanto artista solo. Ambos tocavam na banda do paraibano Chico César. "Tive a oportunidade ir à casa dele, em festas de aniversário, de estar próximo e encontrá-lo em alguns momentos. Em 2010, produzi meu disco, o Black Xistus, e tive a honra de tê-lo em uma das faixas. Esse contato me permitiu, ao pensar nessa série de apresentações do Quinteto Convida, em colocar o seu nome”, conta.

Embora surja dentro do contexto da música de câmara, o Quinteto da Paraíba, desde sua gestação, propõe um diálogo com a música popular. "Gravamos dois discos na década de 1990 com Xangai, um deles com repertório de compositores paraibanos, um CD e um DVD com Chico César, duas músicas de Lenine em um de seus discos, músicas nos discos de Virgínia Rosa, Nenhum de Nós, participações em ao vivos de Antonio Nóbrega. Essa relação com a música popular faz parte da história do grupo”, esclarece Xisto.

Em outubro, o Duofel será a atração do Quinteto Convida. Em dezembro, como dito anteriormente, é a vez de Mônica Salmaso, fechando o ano. “A gente tem gravado todos os concertos do projeto Quinteto Convida, tanto em áudio quanto em vídeo, e temos a pretensão de, um dia, lançar esse material, nem que seja na nossa página do YouTube. Estamos nos preocupando bastante com a qualidade técnica dessa captação”, revela o contrabaixista.

Relacionadas