domingo, 19 de maio de 2019
Música
Compartilhar:

Jair Oliveira lança disco em Nova York

Rammom Monte / 30 de março de 2019
Foto: Divulgação/Carol Biazotto
Jair Oliveira -06 - foto Carol Biazotto
Um olhar para dentro de si. Uma tentativa de projetar sua luz interior. Este é o conceito do mais novo álbum de Jair Oliveira, “Selfie”. O disco foi lançado ontem em Nova York, nos Estados Unidos, cidade onde o artista mora desde o ano passado. O trabalho está disponível nas plataformas de streaming e lojas digitais.

De acordo com o artista, ‘Selfie’ é o álbum mais íntimo com canções que revelam detalhes de sua personalidade, dentre os setes trabalhos anteriores lançados em carreira solo.

Em uma das faixas, ‘Vida Divina’ composta para o projeto “Músicas para Sempre”, Jair Oliveira inspirou-se nos fatos vividos por Dona Divina que apresentava sintomas da síndrome de Alzheimer.

“Foi um projeto lindo, chamando vários artistas para criar canções inspiradas na vida de pacientes com Alzheimer, e eu acabei fazendo da vida de uma senhora que eu não a conheci, chamada Divina. Uma das filhas dela me contou sobre a vida dela, para eu fazer a música. Coloquei no disco porque tem neste conceito das luzes, as memórias que a gente tem da nossa vida. Elas são luzes internas, coisas que nos guiam”, disse.

A primeira faixa do projeto, ‘Seres Incríveis’, que chegou a ser cogitada para batizar o álbum, alerta para o cotidiano comum às pessoas, jogando luz em suas extraordinariedades mundanas. “Escrevi a letra ao presenciar a atriz Morena Baccarin, conhecida pela atuação na franquia Deadpool, caminhando com sua filha pequena pelas ruas de Nova Iorque. Quero mostrar como todos nós, famosos ou não, temos de batalhar no dia a dia e por isso mesmo nos tornamos estes seres incríveis”, afirma Jair.

Já a canção ‘O Sorriso’ foi composta na madrugada do velório do pai do artista, Jair Rodrigues, em 9 de maio de 2014. A letra eterniza um dos principais legados e marca registrada de Jairzão.  Se vivo fosse, o cantor teria feito 80 anos em fevereiro.

“É uma canção que tem muito a ver com o disco, muito a ver com meus pensamentos, sentimentos. Fiz esta canção na madrugada do velório do meu pai, na vontade de me comunicar com ele. Então compus esta música, pensando no sorriso dele, na alegria. É uma música que, mesmo feita em um momento emocionalmente difícil, fala da alegia, do sorriso que uma pessoa pode deixar na vida e isto ser maior que toda tristeza que sua ausência possa causar”, explicou.

‘Selfie’ é o primeiro disco da carreira de Jair Oliveira gravado fora do Brasil e feito por meio de coprodução. O guitarrista Rogério Leão é quem assina os arranjos musicais e a produção em parceria com o cantor.

Outros projetos e Balão Mágico

Jair Oliveira segue com projetos paralelos direcionados ao público infantil e aos fãs do trabalho de seu pai. Ele é responsável pela composição e produção das músicas de ‘Grandes Pequeninos’, projeto infantil com temática sobre paternidade e maternidade liderado pelo artista junto com sua esposa Tania Khalil e as duas filhas pequenas do casal.

“Não via muita chance de eu participar desta turnê do Balão, principalmente morando fora. Mas tenho o maior carinho não gostaria que nenhum momento que as pessoas achem eu não quis participar por algum sentimento ruim a relação ao projeto”, JAIR OLIVEIRA.


Uma das marcas da carreira de Jair é sua participação no Balão Mágico. Apesar de não fazer parte da formação original (ele só entrou no terceiro disco), Jairzinho, como era conhecido, marcou gerações. Recentemente, o grupo voltou a fazer shows, mas sem a presença do cantor, apenas com o trio Simony, Mike e Tob. Jair explicou que sua escolha por não participar nada tem a ver com problemas com o grupo, e sim uma decisão pessoal atrelada à sua atual vida pessoal e profissional.

“Foi um projeto de muito sucesso e agora com a volta tenho certeza que os shows são lotados. A minha carreira atual, principalmente por conta dos “Grandes Pequeninos’, que é infantil, faz e ter dedicado muito tempo a ele. “E eu pensei que pudesse confundir as pessoas”, finalizou.

Relacionadas