quarta, 24 de fevereiro de 2021

Música
Compartilhar:

Há 60 anos, os ‘Beatles’ se conheciam em Liverpool

Renato Félix / 06 de julho de 2017
Foto: Divulgação
St. Peter era um dos grandes eventos anuais de Woolton, no subúrbio de Liverpool. A tradição incluía apresenta- ções de bandas marciais no jardinm dos fundos da igreja. Naquele ano de 1957, no entanto, houve uma novidade: uma banda de adolescentes, para atrair os mais jovens. Era a The Quarrymen, liderada por John Lennon, 16 anos. Na plateia, estava Paul McCartney, 15. Naquele dia, há exatos 60 anos, pouco depois do show, os dois seriam apresentados, no que viria a ser o "big bang" da futura The Beatles. Paul foi apresentado por Ivan Vaughan, seu amigo da escola e membro ocasional do Quarrymen.

Com o violão a tiracolo e muita autoconfi ança, logo mostrou seu talento aos outros jovens músicos. Ambos, Lennon e McCartney, impressionaram um ao outro. Dias depois, surge o convite para Paul se juntar ao grupo. Meses mais tarde, ele convenceria John a convidar George Harrison como mais um guitarrista. Os três, com Stuart Stutcliffe no baixo e Pete Best na bateria, estariam na mudança do nome para The Beatles. Lennon e McCartney passaram a andar juntos, tocar e compor. A banda era mais focada em skiffl e, uma moda dos jovens músicos ingleses que incluía instrumentos improvisados. Progressivamente, a banda foi passando a ser mais orientada pelo rock, incluindo nas primeiras composições em conjunto de John e Paul, in- fl uenciados por Buddy Holly.

Hoje, a festa será recriada no mesmo local, incluindo a parada que antecedeu as apresentações, a competição de roupas típicas infantis, a coroação da rainha das rosas e um show da Quarrymen, que voltou em 1994 com membros originais dos anos 1950, como Colin Hanton, Rod Davis, Len Garry e, também, Chas Newby, que não integrou o grupo, mas tocou baixo com os Beatles em 1960 e 1961. Celebrando uma amizade que mudou a música.

Relacionadas