quarta, 25 de novembro de 2020

Música
Compartilhar:

Festival de musica clássica reúne jovens talentos de todas as partes do mundo

André Luiz Maia / 01 de dezembro de 2015
Foto: Arquivo
No que parece ser um dos fortes desta terceira edição do Festival Internacional de Música Clássica de João Pessoa, a união de talento e juventude parece ser o mote do casal de gêmeos de ascendência japonesa – mas nascidos na Holanda – , Mayu e Takehiro Konoe, de 17 anos. O recital da dupla é o primeiro dos quatro de hoje, que desfila músicos também da Rússia, de Israel e da Alemanha, além de outros holandeses.

Apesar da pouca idade, os dois já têm mais de uma década de estudos no mundo da música e já desenvolvem uma carreira profissional desde muito cedo. “Eu comecei a estudar violino aos quatro anos e foi também quando eu comecei a estudar música clássica”, conta Mayu Konoe, em rápida entrevista concedida através das redes sociais em meio a uma agenda apertada.

Takehiro, também começou a estudar violino junto com a irmã com o professor Coosje Wijzenbeek, mas depois de alguns anos viria a se interessar por um instrumento semelhante, a viola. “Comecei a tocar o instrumento há pelo menos seis anos. Logo depois, toquei junto com um quinteto de pianistas”, conta.

Embora lembrem um ao outro, a viola e o violino possuem diferenças perceptíveis, a começar pelo som, mas também no próprio formato dos instrumentos. “A viola tem uma corda de dó e não possui mi, o que torna o som dela mais profundo e grave que o violino, além de normalmente ser maior”, explica Takehiro. Por questões estéticas, normalmente a madeira do instrumento também tem uma tonalidade de cor mais escura.

Leia mais no Jornal Correio da Paraíba.

Relacionadas