sexta, 15 de janeiro de 2021

Música
Compartilhar:

Fábio Jr. e José Augusto desfilam seus sucessos nos shows que fazem hoje à noite

André Luiz Maia / 07 de abril de 2017
Foto: Divulgação
Opções de música romântica para todos os gostos. Enquanto Eduardo Lages faz sua performance no Teatro Pedra do Reino (veja na capa), Fábio Jr. e José Augusto trazem suas turnês para João Pessoa e cantam na Domus Hall.

O ator e cantor, dos sucessos "Alma gêmea" e "Pai", traz o show O que Importa É a Gente Ser Feliz, com repertório escolhido pelos fãs através de uma enquete online.

No entanto, Fábio confessa que não tem tanta afinidade com o meio digital. "Estou aprendendo (risos). Hoje a internet é uma ferramenta fundamental para todos que querem divulgar o seu trabalho. Com as redes sociais tudo ficou mais rápido, a comunicação, as informações, tudo chega muito rápido e alcança um público muito grande, não podemos ficar para trás, temos que estar sempre nos atualizando", comenta.

Algumas das canções que estão no repertório são “Só você”, “O que que há”, “Alma gêmea” e “Caça e caçador”. Novamente ao ar através do canal fechado Viva, a novela Pai Herói traz na abertura um de seus maiores sucessos, a canção "Pai". Apesar disso, Fábio não confirmou se irá cantá-la no show.

Através das reprises do Viva, também é possível lembrar de outro aspecto da carreira de Fábio, a atuação, algo que ele não faz há algum tempo. "Recebo algumas propostas para voltar atuar, eu tenho saudades, mas realmente, para conciliar as duas carreiras é um pouco complicado. Mas se pintar algo que dê para conciliar, eu topo", revela o músico.

José Augusto traz mais uma vez José Augusto + Acústico, que passou por João Pessoa em 2016, no mesmo esquema de dobradinha. Na época, José veio junto com a dupla Zezé di Camargo e Luciano.

Apesar de trazer músicas impossíveis de serem deixadas de fora, como "Aguenta coração", "Fui eu" e "Sonho por sonho", pedidos de fãs durante a turnê fizeram com que ele incluísse uma canção mais lado B no repertório. "Foi 'Eu quero apenas carinho', uma canção que gravei em 1973. A incluí na abertura do show, em um pot-pourri, e sempre gera um impacto, por que isso transporta as pessoas para aquela época", conta.

Relacionadas