quarta, 20 de novembro de 2019
Música
Compartilhar:

Adele recusa streaming e afirma que desvaloriza o trabalho do Artista

Folhapress / 24 de dezembro de 2015
Foto: Arquivo
Adele, 27, encara com relutância a intimidade entre a internet e a indústria da música. Em entrevista à Time, a cantora de 25 falou sobre como o mundo conectado interfere – e atrapalha – os novos artistas,

“Como eu devo escrever um álbum real se estou esperando por meio milhão de curtidas em uma foto? Isso não é real”, declarou, citando a internet como culpada por saturar a imagem dos artistas e distraí-los de seu trabalho. “Me chamem de antiquada, de ignorante, tanto faz”.

O diagnóstico contribuiu para a decisão da britânica de não disponibilizar o novo disco em serviços de streaming como o Spotify e o Deezer, sendo criticada por fãs e alguns executivos da indústria.

“Eu não uso streaming. Compro minha música. Eu faço o download e compro uma cópia física, para compensar a pessoa que, em algum lugar, não está fazendo isso”, disse a cantora. Com o posicionamento, Adele engrossa o coro de Taylor Swift – a quem diz “amar”. A americana também já se manifestou contra a remuneração do Apple Music e do Spotify, que considerou injustas – o primeiro reviu suas políticas, enquanto o segundo perdeu o catálogo da cantora.

“Eu sei que o streaming é o futuro da música, mas não é a única forma de consumi-la”, argumentou Adele.

Leia mais no Jornal Correio da Paraíba.

Relacionadas