sábado, 16 de janeiro de 2021

Cultura
Compartilhar:

Morre Orlandivo, um ícone do sambalanço

Folhapress / 10 de fevereiro de 2017
Morreu na madrugada de quarta o cantor, compositor e percussionista Orlandivo, aos 79 anos. Segundo seu filho, o cantou morreu devido a uma pneumonia.

Ele era um dos ícones do sambalanço, subgênero do samba que fez sucesso nas décadas de 1950 e 1960 pelas atuações de Elza Soares, Pedrinho Rodrigues e Ed Lincoln, do qual foi crooner, entre outros.

Conhecido por usar um chaveiro com sete chaves para marcar o ritmo, Orlandivo entrou nas últimas décadas para a lista de artistas cult da MPB, chegando a ter discos pirateados na Inglaterra, no Japão e em outros países.

Nascido em Itajaí (SC), em 1937, Orlandivo Honório de Souza se mudou com a família aos 9 anos para o Rio de Janeiro, onde constituiu sua carreira.

O cantor é o personagem principal do livro Sambalanço - A Bossa que Dança, lançado em dezembro de 2016 pelo crítico e pesquisador musical Tárik de Souza.

"Com poucos recursos técnicos, apoiado apenas em conhecimento empíricos de gaita, o catarinense Orlandivo criou um tipo de samba inovador, coloquial, à parte da bossa nova, cujo ritmo ele marcava com a batida ritmada de um chaveiro", diz Souza sobre o músico.

Relacionadas