domingo, 09 de dezembro de 2018
Cultura
Compartilhar:

Martinho da Vila celebra 80 anos nesta 2ª feira de Carnaval

André Luiz Maia / 11 de fevereiro de 2018
Martinho da Vila traz sua escola do coração já no nome. Amanhã, em plena segunda de carnaval, ele completa 80 anos de vida, sendo mais de 60 dedicados à música. A festa será, porém, um pouco adiantada: a Vila Isabel desfila hoje, pelo grupo especial do Rio de Janeiro. E Martinho dedica a ela seu mais recnete disco, Alô, Vila Isabeeel!!!, em que ele conta pelas músicas a história da agremiação.

Mas Martinho não nasceu "da Vila". Martinho José Ferreira é filho de lavradores da pequena Duas Barras, cidade do interior do Rio de Janeiro. Seu começo foi precoce: aos 15, compôs seu primeiro samba, "Piquenique". Alguns anos depois, começou a fazer sambas-enredos para a escola Aprendizes da Boca do Mato.

"Meu interesse pela música, não sei explicar de onde veio", conta ao CORREIO. "Mas ele veio naturalmente. Na área do samba-enredo teve uma figura chamada Tolito, compositor, que me incentivou a fazer o primeiro".

O nome artístico veio em 1964, quando foi convidado por integrantes da Vila Isabel para a ala de compositores. Sua entrada foi determinante para a ascensão da agremiação: dois anos depois, a Vila subiria para o grupo especial (ela ganharia os carnavais de 1988, 2006 e 2013).

O grande público veio a conhecer Martinho por causa das participações em festivais. Em 1968 veio seu primeiro grande sucesso, "Casa de Bamba".

Relacionadas