terça, 13 de novembro de 2018
Literatura
Compartilhar:

HQ Mix premia melhores histórias em quadrinhos; veja os ganhadores

Renato Félix / 15 de setembro de 2018
Foto: Divulgação
Hoje, em São Paulo, o mercado brasileiro de quadrinhos se reúne para a entrega do 30º HQ Mix, o mais importante prêmio dessa área no Brasil. Este ano, o troféu homenageia Mauricio de Sousa e Ziraldo.

A lista de premiados de cada ano é um bom panorama do quadrinho nacional e uma lista de sugestões para que se conheça melhor os talentos brasileiros nessa área e lançamentos estrangeiros de destaque.

O CORREIO selecionou os principais premiados, disponíveis nas livrarias.

'Angola Janga – UMA HISTÓRIA DE ANGOLA'

(Editora Veneta)

O roteirista e desenhista Marcelo d'Salete ganhou recentemente o Eisner, principal prêmio de quadrinhos nos EUA, por Cumbe, o que valeu o prêmio de destaque internacional. A essa história sobre racismo, seguiu-se este Angola Janga, mais uma HQ sobre o tema, com mais de 400 páginas, e fruto de um processo de pesquisa que durou 11 anos. Aqui, Zumbi dos Palmares é o protagonista, em uma história que aborda também outros personagens do principal quilombo a resistir à escravidão no Brasil.

'Moby Dick' (Pipoca & Nanquim)

O romance épico de Herman Melville ganhou uma adaptação também épica com desenhos de Christopher Chabouté. São 256 páginas em preto-e-branco e capa dura.

'Turma da Mônica – Lembranças' (Panini)

Os irmãos lançaram o terceiro álbum da série da Turma da Mônica que escreveram e desenharam para o selo Graphic MSP. Desta vez, ganharam pela arte-final.

'Meu amigo Dahmer' (Darkside)

Escrito e desenhado por Derf Backderf, o álbum retrata a adolescência de um dos mais conhecidos serial killers americanos, que fez 17 vítimas entre 1978 e 1991. Com 288 npáginas, virou filme.

'Xampu' (Panini)

Nesta trilogia autoral, Ivan Reis volta à cena roqueira da São Paulo dos anos 1990 e mostra a trajetória de um grupo de amigos. Esta edição reúne as três partes publicadas originalmente entre 2010 e 2017.

'Alho-poró' (Independente)

Bianca Pinheiro (da série Bear e de Mônica – Força) lançou este adulto através de financiamento coletivo, sobre três amigas e um misterioso quiche.

'Chico Bento – Arvorada' (Panini)

Orlandeli reinventou o caipira Chico Bento para a série Graphic MSP e contou uma história de amor e despedida, embalada em um belo visual. É um dos melhores da coleção.

'Akira' (JBC)

A obra-prima de Katsuhiro Otomo ganha uma nova edição quase 30 anos após a publicação pela Globo. Agora são volumes de mais de 300 páginas. O segundo saiu em junho deste ano.

'Marcatti 40' (Ugra Press)

O álbum é uma homenagem aos 40 anos de carreira do quadrinista underground Francisco Marcatti, com seu principal personagem relido por vários autores.

'Linha do trem – The Best Of' (Draco)

Uma seleção das melhores tiras de Rafael Salimena, originalmente publicadas na internet e ganhando versão em papel. O site já havia ganhado como webtira em 2011.

'Combo Rangers – Somos iguais' (JBC)

O álbum é o terceiro de uma trilogia mangá de Fábio Yabu e Michel Borges, centrado em um grupo de jovens heróis e os desafios que eles precisam enfrentar.

Relacionadas