quarta, 18 de setembro de 2019
Literatura
Compartilhar:

Festa Literária começa com exibição de documentário de Walter Carvalho

André Luiz Maia De Paraty, RJ / 01 de julho de 2016
Foto: WALTER CRAVEIRO/ DIVULGAÇÃO
A Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) deste ano prestigia não apenas a figura de Ana Cristina César, mas sua principal forma de expressão, a poesia. Essa foi a impressão que se teve durante a palestra de abertura da 14ª edição do evento, realizada na noite de quarta-feira (29) na Tenda dos Autores, em Paraty.

Na mesa Em Tecnicolor, mediados pelo poeta Eucanaã Ferraz, o cineasta paraibano Walter Carvalho e o poeta Armando Freitas Filho conversaram sobre o encontro entre cinema e poesia, o contato com a vida e a obra de Ana Cristina César e como foi o trabalho em conjunto na produção do filme Manter a Linha da Cordilheira Sem o Desmaio da Planície, que tem Armando como protagonista.

“O poeta é aquela pessoa que procura uma maneira nova ou inesperada de mostrar algo. Dito isso, Walter é um poeta”, afirmou Armando Freitas Filho, em um papo descontraído e muito bem-humorado, como é típico de sua personalidade.

Relacionadas