segunda, 23 de novembro de 2020

Literatura
Compartilhar:

Ecos de Umberto: o legado do teórico e romancista que aproximava erudito e popular

André Luiz Maia / 23 de fevereiro de 2016
Foto: Divulgação
A repercussão da morte de Umberto Eco causou certa estranheza para quem está fora dos círculos acadêmicos e de intelectuais. Embora seja dono de um best seller, O Nome da Rosa – adaptado para o cinema com Sean Connery, e recorrente nas aulas de História –, a maior parte das pessoas não sabe a relevância dos estudos de Eco e como isso influenciou, direta e indiretamente, na vida de todos.

Eco era um estudioso da semiótica, a ciência dos símbolos e da cultura como um conjunto de sistemas de significação. Seu principal objeto de pesquisa era a Idade Média, analisando a construção dos símbolos e rituais da Igreja Católica. “Ele foi um dos cientistas sociais que mais estudaram essas transformações, mas foi além, ao trazer um estudo que abarcava o antigo e o moderno como partes de uma coisa só”, explica Wellington Pereira, doutor em comunicação e professor da UFPB.

Ao estudar as obras de São Tomás de Aquino, Umberto Eco percebia uma adaptação do pensamento de Aristóteles, que levava em conta a pesquisa empírica, ou seja, a que levava em conta nossas sensações e experiências de vida na metodologia científica, o que possibilitou análises sobre a cultura popular.

“Ele praticamente resgatou os estudos da chamada ‘cultura de massa’, esnobada pelos intelectuais de todo mundo. E, embora tenha mais respeito pelo seu desempenho teórico, seus romances revelaram enorme respeito pelos leitores, ao tratá-los como bem mais do que consumidores em perseguição eterna de entretenimento.”, comenta o escritor W. J. Solha.

Sua versatilidade também é digna de nota, como lembra Adriana Amaral, doutora em Comunicação Social. “Eco foi um dos teóricos com curiosidades que iam da filosofia medieval, escolástica, romances policiais, narrativa até a cultura massiva. Essa repercussão sobre ele se dá justamente porque conseguiu unir sofisticação erudita teórica em best sellers extremamente populares que podem ser lidos em várias camadas de significação”, completa.

Relacionadas