sexta, 05 de março de 2021

Literatura
Compartilhar:

A poesia de Edônio Alves em novo livro lançado nesta terça

André Luiz Maia / 13 de outubro de 2015
Foto: Divulgação
Em busca de renovação, o poeta paraibano Edônio Alves decidiu criar um novo livro de poemas. O Desconcerto das Coisas Mais Poemas Minimais (Selo Bons Costumes, Editora Jovens Escribas, R$ 25), resultado dessa procura, é lançado hoje no Café da Usina Cultural Energisa, a partir das 18h.

A terceira obra de Edônio dá continuidade ao trabalho iniciado em 1992, com a publicação de Essa Doce Alquimia, seguido por Os Amantes de Orfeu & Poemas de Rima Interior, de 1999. Por sinal, os dois livros estão contidos nesse novo lançamento. “Eles estavam esgotados e as pessoas não estavam encontrando para comprar, então acabei compilando tudo em um só”, explica o escritor.

Em O Desconcerto das Coisas, a força-motriz que deu vazão às publicações anteriores permanecem. Como o próprio autor define em texto introdutório, “as grandes questões da vida, do amor, da morte; da dialética que enforma os seres e as coisas; as vicissitudes e incoerências que comandam as relações entre os homens” são trabalhadas agora “numa forma poética nova dentro do entendimento particular que tenho da arte da poesia”.

E a mudança já começa pela linguagem. “Eu sempre busco pela renovação, então decidi trazer esses temas que já trabalhei de uma forma menos rebuscada, procurando um meio termo entre o erudito e a poesia popular. Enfim, é uma tentativa de renovar a dicção retórica com que venho tratando os mesmos temas que me são caros”.

Leia mais no jornal Correio da Paraíba

Relacionadas