sábado, 19 de setembro de 2020

Cultura
Compartilhar:

Fernando Meirelles fala sobre sua estreia com uma obra de Bizet

André Luiz Maia / 13 de setembro de 2015
Foto: Divulgação
Fernando Meirelles é, indiscutivelmente, um dos principais nomes do nosso cinema. Mesmo com uma carreira consolidada, ele não parece estar disposto a se acomodar. Prova disso é sua mais nova empreitada, a direção cênica da ópera Os Pescadores de Pérola, apresentada no festival de ópera do Teatro da Paz, em Belém do Pará.

A novidade, além do próprio cineasta, é que a ópera poderá ser conferida através do cinema em oito salas espalhadas por todo o Brasil. Em João Pessoa, o Cinespaço Mag Shopping transmite o espetáculo nesta terça-feira, ao vivo, a partir das 20h. Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do cinema ou através do site www.cinelive.com.br.

A iniciativa é resultado de uma parceria entre a Cinelive, empresa de transmissão de conteúdos alternativos ao vivo para cinemas no Brasil, com a O2 Play, o braço de distribuição da O2 Filmes, produtora de Fernando. “É o cinema na ópera e a ópera no cinema. Pela primeira vez, uma ópera brasileira será exibida desta forma”, destaca Igor Kupstas, diretor da O2 Play.

A obra de Bizet, mais conhecida por conta de outra ópera, Carmen, foi escrita em sua juventude. Na trama, acompanhamos a vida dos pescadores artesanais de pérolas, que elegem Zurga como seu chefe. Nadir, um antigo amigo de Zurga, surge e os dois recordam que ambos se apaixonaram por uma mulher, quando mais jovens, mas renunciaram a amá-la e juraram amizade eterna. No entanto, tudo isso muda quando uma misteriosa mulher surge novamente entre eles.

Leia mais no Correio da Paraíba

Relacionadas