segunda, 23 de novembro de 2020

Exposição
Compartilhar:

Exposição ‘Fragmentos 18’ abre hoje no Centro Cultural São Francisco

André Luiz Maia / 19 de janeiro de 2016
Foto: Divulgação
Utilizar a arte para transmitir uma mensagem, um sentimento ou mesmo um questionamento. São estes alguns dos motores propulsores para a gênese de um artista. A partir de hoje, será possível conferir o trabalho de três jovens artistas visuais, que estão concluindo o curso na UFPB praticamente ao mesmo tempo. Em Fragmento 18, prioduzida pela Galeria Valentim, Juliana Alves, Vanessa Cardoso e Willian Macêdo expõem, cada um, seis obras no Centro Cultural São Francisco.

Ao todo, são 18 obras que trabalham com temáticas distintas. Juliana Alves traz um conjunto de obras que refletem parte de seu processo criativo mais recente, concentrada na pintura abstrata. “Trabalho a questão da memória cotidiana em um sentido mais poético. Como elemento estético, uso a transparência, não no sentido técnico, mas no sentido subjetivo, de transcender, ir alem”, pontua a artista visual.

Entre suas obras estão “Rima ao mar” , “Cores de um amor suave” e “Frisson”. O uso das cores deriva de um estudo iniciado ainda no começo da graduação em Artes Visuais na UFPB, a respeito das pedras semipreciosas de Minas Gerais. “As cores das minhas telas são baseadas nas transparências dessas pedras, com cores mais atenuadas, um ambiente de sonho”, comenta.

Saindo da abstração, chegamos às obras de Willian Macêdo, que buscam evidenciar o contraste entre o ambiente do homem contemporâneo e a natureza, refletindo sobre a dificuldade deste homem em conviver com o meio ambiente. As observações começaram ainda no primeiro semestre da universidade, percebendo que o próprio ambiente acadêmico não conseguia promover essa simbiose. “Não há uma harmonia entre os prédios e a Mata Atlântica que cerca a universidade. Meus trabalhos fazem uma crítica a isso”, explica Macêdo.

'FRAGMENTO 18’

Coletiva

Abertura hoje, às 19h

No Centro Cultural São Francisco (Pça. São Francisco, Centro, João Pessoa – 3218.4505)

Visitação segunda a sexta, das 8h às 17h e sábados e domingos, das 9h às 14h, até 16/02

Entrada franca

Leia mais no jornal Correio da Paraíba

Relacionadas