sexta, 05 de março de 2021

Cultura
Compartilhar:

Exclusivo: Maria Bethânia fala ao Correio sobre os 50 anos de carreira

André Luiz Maia / 24 de outubro de 2015
Foto: Divulgação
Não fica nem vai embora. Como um eterno devir, o fluxo permanente de energias que rege o Universo, a carreira de Maria Bethânia, uma lenda viva na nossa música, chega a seu cinquentenário. Para comemorá-lo em plena forma, nada mais natural que uma turnê, que ela utiliza para Abraçar e Agradecer aquele que sempre esteve ao seu lado: o público.

Mas há também espaço para o autorreconhecimento. “Graças a Deus, estou comemorando 50 anos de trabalho. Consegui chegar aqui com saúde, vigor e amor ao meu ofício, que é o mais importante, e com dedicação. É bonito ter conseguido me manter, eu agradeço a isso, à minha perseverança, à minha dedicação. Acho que Deus determinou que essa minha encarnação seria dedicada a essa missão. Ele não me deixou casar ou ter filhos, nada. Ele me mandou fazer isso e pronto, e eu faço com muito rigor e prazer”, declara Maria Bethânia ao CORREIO, por telefone.

No show que acontece no Teatro Pedra do Reino, ela traz um espetáculo visual, com telões de LED que cobrem o chão e iluminação elaborada, ao ponto de construir verdadeiros cenários apenas com o jogo de luzes. A concepção é de Bia Lessa e a luz assinada por Binho Schaefer. “Eles que construíram tudo isso e eu só vi o resultado no dia do ensaio geral. Até então, ela não tinha me mostrado nada. Fiquei muito comovida, como se fosse um presente para mim”, revela.

E por falar em presentes, o visual de Abraçar e Agradecer é apenas um dos muitos que ela está recebendo durante o ano de homenagens. Em julho, ela ganhou uma exposição com a participação de mais de uma centena de artistas plásticos, com obras inspiradas em sua vida e obra, intitulada Maria de Todos Nós, que ficou em cartaz até setembro no Paço Imperial, no Rio de Janeiro.

Leia mais no Jornal Correio da Paraíba.

Relacionadas