domingo, 16 de maio de 2021

Cinema
Compartilhar:

Trio de curtas-metragens paraibanos tem 1ª exibição no Cine Banguê

André Luiz Maia / 28 de setembro de 2016
Foto: Divulgação
O Tintin Cineclube realiza hoje o lançamento de três curtas realizados por diretores paraibanos. Atrito, de Diego Lima, Aroeira, de Ramon Batista, e Stanley, de Paulo Roberto, terão duas sessões de exibição no projeto Assacine - Sessão Atreta.

Embora seja seu terceiro filme – após os elogioados Fogo-Pagou (2012) e Capela (2014) –, Ramon sente o gostinho de estreia com Aroeira, pois se trata de sua primeira ficção. Filmado em Nazarezinho, cidade de origem do diretor, em pleno Sertão paraibano, a história gira em torno de Zé Pedro, um ancião que encontra um homem ferido no meio da mata e se propõe a ajudá-lo com seus conhecimentos de rezas e plantas medicinais. Mas a boa vontade pode ter efeitos devastadores.

A base da história é um acontecimento real. "É uma história da década de 1930, que ouço desde pequeno. Peguei isso e fiz uma ficção ao redor dessa história", explica o diretor. No elenco, os paraibanos Fernando Teixeira e Daniel Porpino, ambos em cartaz no filme Aquarius.

Atrito é uma produção completamente independente. Na estreia como diretor, Diego decidiu não submeter a ideia a nenhum edital e realizou a produção com recursos próprios. Ambientado em um apartamento, o diretor afirma que a temática central do curta são as "transgressões familiares" do cotidiano. "Não quero falar do roteiro para não entregar muito, mas o conflito central do personagem envolve sexualidade e religiosidade", explica. No elenco, Suzy Lopes, Felipe Espíndola e Laís Lacerda, que faz sua estreia no cinema de maneira dupla.

TINTIN Cineclube

Hoje, às 19h30 e 21h30. No Cine Banguê (Espaço Cultural, R. Abdias Gomes de Almeida, 800, Tambauzinho, João Pessoa).

Entrada franca

Leia Mais

Relacionadas