segunda, 24 de junho de 2019
Cinema
Compartilhar:

Romance entre paquistanês e americana estreia nesta quinta-feira em JP

André Luiz Maia / 19 de outubro de 2017
Foto: Divulgação
Um quê de autobiografia pode ser visto em Doentes de Amor, comédia romântica que vem sendo elogiada pela crítica por evitar alguns dos clichês do gênero e abraçar outros de maneira divertida.

O filme dirigido por Michael Showalter traz roteiro escrito por Kumail Nanjiani, que protagoniza a produção, e sua mulher, Emily V. Gordon, se centrando no choque de culturas ocasionado do encontro entre o comediante paquistanês e a estudante. O ator é conhecido por seu trabalho no seriado de comédia da HBO Silicon Valley. Aqui, ele mostra outras nuances interpretativas em uma história que brinca com estereótipos e os conflitos que alguém com sua nacionalidade enfrenta ao longo da vida nos Estados Unidos. No elenco, também vemos a veterana Holly Hunter, que vem sendo elogiada pelo seu desempenho como mãe de Emily (interpretada por Zoe Kazan, que é neta do grande diretor Elia Kazan e também roteirista, mas não neste filme). Os arquétipos já conhecidos estão todos ali.

A família tradicional de uma família de etnia muito específica que vê com estranheza o relacionamento de um de seus filhos com uma branca (e vice-versa). Mas o que a crítica vem elogiando se baseia principalmente na franqueza na hora em que a história é posta em tela. Kumail chegou a declarar em entrevistas que, ao escrever o roteiro, ele quis mostrar como sua família era engraçada e espirituosa.

A decisão parece trivial, mas o próprio lembra que normalmente os muçulmanos são retratados como figuras muito sérias ou ranzinzas, algo completamente diferente do que ele observa na própria casa.

Relacionadas