quinta, 14 de novembro de 2019
Cinema
Compartilhar:

Obras-Primas do Cinema lança digipack em homenagem a Bette Davis

Renato Félix / 06 de julho de 2019
Foto: Reprodução
Bette Davis tinha 29 anos quando estrelou dois dos filmes do digipack que a Obras-Primas do Cinema lançou em homenagem a uma das maiores atrizes do cinema americano: Mulher Marcada e Cinzas do Passado, ambos de 1937.

Nesse período, Bette tinha recebido pouco antes sua primeira indicação ao Oscar (por Perigosa, 1935) e também uma suspensão por seu estúdio, a Warner, por se recusar a estrelar um filme designado para ela. Em ascensão, ela começava a exigir melhores papéis e chegou a processar o estúdio.

Mulher Marcada é o primeiro filme de Bette depois de perder o processo. É um filme noir, assinado por Lloyd Bacon, no qual ela trabalha numa boate da máfia e ajuda um policial (Humphrey Bogart) depois que a irmã é morta pelos bandidos.

Cinzas do Passado é um drama em que Bette é uma secretária com um passado que descobre que está grávida depois que seu casamento com um playboy (Henry Fonda) é anulado por esforços do pai do rapaz. Ela e Fonda deramc erto juntos: no ano seguinte fariam Jezebel, que daria a ela o Oscar.

Eu Soube Amar (1939) é a adaptação de uma peça vencedora do Prêmio Pultizer. Outro dramão: Bette consola o ex-noivo da prima, que o havia trocado por outro. Mas essa relação vai complicar a relação das duas.

O quarto filme é Uma Velha Amizade (1943), sobre duas amigas escritoras: uma de prestígio, outra de romances populares. Os dois filmes são co-estrelados por Miriam Hopkins, com quem Bette tinha uma rivalidade feroz.

São filmes do começo da carreira da atriz, mas já mostram quem ela era: obstinada, dura na queda e talentosíssima.

“Bette Davis”

Quatro filmes, dois DVDs: Mulher Marcada (1937); Cinzas do Passado (1937); Eu Soube Amar (1939) Uma Velha Amizade (1943).

Direção: vários. Elenco: Bette Davis, Humphrey Bogart, Hanry Fonda

Distribuidora: Obras-Primas

Preço: R$ 59,90 (DVD)

Relacionadas