terça, 13 de novembro de 2018
Cinema
Compartilhar:

Nova versão de ‘Sete Homens e um Destino’ estreia hoje em JP e CG

Renato Félix / 22 de setembro de 2016
Foto: Divulgação
Caso raro de uma refilmagem que não faz feio frente ao original, Sete Homens e um Destino (1960) verteu para o faroeste o épico japonês Os Sete Samurais (1954), de Akira Kurosawa, ele próprio influenciado pelo western. Agora é o filme americano que fica na posição de produção original a ser comparada: estreia hoje o novo Sete Homens e um Destino (2016), de Antoine Fuqua e com Denzel Washington no papel principal.

Fuqua dirigiu o filme pelo qual Denzel ganhou o Oscar de melhor ator, Dia de Treinamento (2001), e trabalhou com o ator também em O Protetor (2014). A trama é basicamente a mesma: uma cidade está à mercê de criminosos (aqui, no caso, um industrial inescrupuloso). Um grupo tenta contratar mercenários para enfrentá-los (recebendo pouco pelo serviço). Washington é Chisolm, que recruta outros seis para o serviço. Ao preparar os locais para o combate, os sete acabam se vendo lutando por mais que dinheiro.

O grupo agora possui uma diversidade étnica maior que no clássico dirigido por John Sturges em 1960, no qual o alemão Horst Buchholz interpretava o mexicano Chico. Agora, o time conta com um oriental (o sul-coreano Byung-hun Lee), um índio descendente também de irlandeses (Martin Sesmeier) e um mexicano (Manuel Garcia-Rulfo, no papel para o qual Wagner Moura foi escalado, mas que teve que deixar para atuar na série Narcos). Além de Denzel, completam os sete homens os atores Chris Pratt (de Guardiões da Galáxia), Ethan Hawke (da trilogia Antes do Amanhecer e que também esteve em Dia de Treinamento) e Vincent D’Onofrio (que renasceu como ator como o Wilson Fisk da série Demolidor).

O filme marca a última trilha sonora composta por James Horner, morto em 2015, aos 61 anos. Inspirado, ele havia começado a trabalhar na trilha já na pré-produção. Acabou deixando sete peças para a nova produção. É bom lembrar que o Sete Homens e um Destino original teve, como um de suas principais marcas, justamente a trilha de Elmer Bernstein.

A história dos sete mercenários que acabam ajudando uma população que pede socorro se tornou uma favorita do cinema. Há várias versões dela ao longo dos anos (veja as principais no quadro), de ficções científicas a desenhos animados (você nunca percebeu como a trama de Vida de Inseto, 1997, coincide com a de Os Sete Samurais e Sete Homens e um Destino? O novo filme agora se integra a essa lista.

“Sete homens e um destino”

The Magnificent Seven. Estados Unidos, 2016

Direção: Antoine Fuqua. Elenco: Denzel Washington, Chris Pratt, Ethan Hawke, Vincent D’Onofrio, Hayley Bennett, Peter Sarsgaard

Estreia hoje em JP e CG

Leia Mais

Relacionadas