sábado, 23 de janeiro de 2021

Cinema
Compartilhar:

Morre Carlos Manga, um dos grandes nomes do cinema e da TV no Brasil

Renato Félix / 19 de setembro de 2015
Foto: Divulgação
Oscarito e Grande Otelo, a grande dupla cômica do cinema brasileiro. Os símbolos das chanchadas da Atlãntida. Mas essa dupla podia muito bem ser um trio, se a ela fosse somado o diretor de alguns de seus melhores filmes: Carlos Manga. Nome importantíssimo tanto do cinema quanto da televisão do Brasil, Manga morreu nessa sexta-feira (18), aos 87 anos, no Rio. Até ontem à tarde, a causa não havia sido divulgada.

Ele foi um dos diretores fundamentais da chanchada, o mais cinéfilo deles, pelo menos. Colocou Oscarito e Grande Otelo em duas paródias antológicas de sucessos de Hollywood, os dois em 1954: Matar ou Correr, que sacaneava o faroeste Matar ou Morrer, e Nem Sansão nem Dalila, que brincava com o épico bíblico de Cecil B. DeMille.

DeMille, aliás, que tinha sido parodiado em pessoa por ele em Carnaval Atlãntida (1952), como Cecilio B. De Milho.

Manga refletiu sobre a parceria de Oscarito e Grande Otelo e sobre o status menor do ator negro em A Dupla do Barulho, com momentos dramáticos incomuns para a dupla.

Leia mais no jornal Correio da Paraíba

Relacionadas