quarta, 19 de dezembro de 2018
Cinema
Compartilhar:

Grande Prêmio do Cinema Brasileiro entrega hoje o Troféu Grande Otelo

Renato Félix / 04 de outubro de 2016
Foto: Divulgação
O Grande Prêmio do Cinema Brasileiro este ano tem tudo para consagrar Que Horas Ela Volta?, na cerimônia que será realizada hoje à noite, no Teatro Municipal do Rio, e que o Canal Brasil transmite pela TV e pela internet. O filme de Anna Muylaert é o líder em indicações: 14.

Chatô, o Rei do Brasil, filme que demorou 20 anos para ficar pronto, acabou reconhecido pela Academia Brasileira de Cinema com 12 indicações. Casa Grande vem logo atrás, com 11.

Entre os atores e atrizes nas categorias principais, este ano as indicações mostraram que não é um jogo para iniciantes. Nenhum deles é estreante em indicações e apenas Andréa Beltrão e Irandhir Santos nunca venceram. Marco Ricca nunca ganhou como ator, mas levou um troféu como roteirista.

Há dois paraibanos na disputa pelo Troféu Grande Otelo: Marcélia Cartaxo está indicada pela 3ª vez a melhor atriz (aqui por A História da Eternidade; ela já venceu por Madame Satã). E Praça de Guerra concorre a melhor curta documentário.

Todos os indicados

FILME/ FICÇÃO

AUSÊNCIA

De Chico Teixeira, mostra um garoto solitário e de vida difícil em busca de uma figura paterna.

CALIFÓRNIA

De Marina Person, fala da vida jovem no começo dos anos 1980 e do aparecimento da Aids.

CASA GRANDE

De Fellipe Barbosa, mostra o amadurecimento de um garoto quando a família entra em crise..

CHATÔ, O REI DO BRASIL

De Guilherme Fontes, é a biografia de Assis Chateubriand e foi concluído após 20 anos.

A HISTÓRIA DA ETERNIDADE

De João Jardim, conta os últimos dias de vida de Getúlio, que levaram ao suicídio histórico.

QUE HORAS ELA VOLTA?

De Anna Muylaert, tem uma empregada e o reencontro com a filha, com visões de mundo diferentes.

SANGUE AZUL

De Lírio Ferreira, sobre artista de circo que volta à sua cidade para ajustes de contas com o passado.

TUDO QUE APRENDEMOS JUNTOS

De Sérgio Machado, com a história de violinista que dá aulas e descobre um talento em uma favela.

ATRIZ

Como Eva, mulher casada que se envolve com golpista em Muitos Homens num Só. 7ª indicação, 1 prêmio como atriz principal por Cidade Baixa (2007).

ANDRÉA BETRÃO

Como Vivi, paixão não correspondida de Assis Chateaubriand em Chatô, o Rei do Brasil. 8ª indicação, 4ª como atriz principal.

DIRA PAES

Como Florita, antigo caso do protagonista em Órfãos do Eldorado. 11ª indicação, 1 prêmio como atriz principal por À Beira do Caminho (2013).

FERNANDA MONTENEGRO

Como Dona Mocinha, que gere a família e é fã de Carlos Lacerda em Infância. 4ª indicação, 1 prêmio como atriz principal por O Outro Lado da Rua (2005).

MARCÉLIA CARTAXO

Como Querência, que precisa lidar com a morte do filho em A História da Eternidade. 3ª indicação, 1 prêmio como atriz principal por Madame Satã (2003).

REGINA CASÉ

Como Val, que tem sua visão de mundo abalada ao reencontrar a filha em Que Horas Ela Volta?. 2ª indicação, 1 prêmio como atriz principal por Eu, Tu, Eles (2000).

ATOR

DANIEL DE OLIVEIRA

Como Guima, soldado na campanha da Itália que precisa decidir entre abadonar o posto ou enfrentar os alemães em A Estrada 47. 5ª indicação, 1 prêmio como ator principal por Cazuza – O Tempo Não Para (2005).

IRANDHIR SANTOS

Como Ney,  professor que se afeiçoa a menino solitário e sen pai que deixa encomendas em sua casa e a quem ensina o dever de casa à noite em Ausência. 4ª indicação, 3ª como ator principal.

JOÃO MIGUEL

Como Augusto Matraga, fazendeiro que é abandonado pela esposa em A Hora e a Vez de Augusto Matraga. 8ª indicação, 1 prêmio como coadjuvante, por Gonzaga – De Pai pra Filho (2013).

LÁZARO RAMOS

Como Laerte, violinista que vai dar aulas a garotos de uma favela e descobre um talento em Tudo que Aprendemos Juntos. 7ª indicação, 1 prêmio como ator principal por Madame Satã (2003).

MARCO RICCA

Como Assis Chateaubriand, poderos empresário da imprensa em Chatô, o Rei do Brasil. 3ª indicação como ator, 3ª também como ator principal, 1 prêmio como roteiro adaptado por Crime Delicado (2007).

Relacionadas